Accor teve alta de 7,4% na receita do primeiro trimestre

|


Arquivo PANROTAS

O primeiro trimestre deste ano trouxe bons resultados à Accor, de acordo com o CEO da rede, Sébastien Bazin (foto). Isso porque no período em questão as receitas do grupo cresceram 7,4% considerando os quartos já abertos há um ano, chegando a 425 milhões de euros. A diária média aumentou 1,2%, para 90 euros, enquanto a ocupação cresceu 2,3%, para 63%.

A rede tinha 176 mil quartos em desenvolvimento no final de março, sendo a maior parte deles na região Ásia/Pacífico (45%), Oriente Médio e África (24%) e Europa e América do Sul (cada uma com 13%). "As tendências observadas no primeiro trimestre na grande maioria das regiões refletem um ambiente favorável para a indústria hoteleira, o que é particularmente o caso de nos nossos três principais mercados, França, Europa e região da Ásia-Pacífico”, conta Bazin.

Ao mesmo tempo, o grupo reforçou a entrada em novos negócios e a sua liderança no segmento de luxo por meio de inúmeras aquisições, como os hotéis da Rixos e, no Brasil, da BHG. "Isso sem contar o processo de transformação do Accor Invest em subsidiária", relata o CEO do grupo.

PERFORMANCE NA AMÉRICA DO SUL
Na América do Sul, o revpar da rede hoteleira despencou 8,9% no comparado com o mesmo período do ano anterior, impulsionado por uma queda de 4,8% na tarifa média do pernoite e por uma queda de 2,4% na ocupação. As crises econômicas e políticas do Brasil e o excesso de oferta hoteleira continuam a pesar sobre os resultados na região, considerando-se que o revpar no Rio de Janeiro caiu 32% em comparação com o mesmo período do ano passado.ccor hotels 176 thousand rooms


*Fonte: Business Travel News

conteúdo original: http://bit.ly/2pOTptS
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA