MICE

Viagens de incentivo na Noruega devem explorar a natureza

A Noruega é um destino com muitas oportunidades para o segmento Mice. Com uma área total de mais de 385 mil metros quadrados, um dos principais conceitos do país nórdico é a natureza. E fazer um programa de viagem de incentivo para explorá-la das diferentes formas é praticamente imprescindível.

Divulgação/Visit Norway
Noruega é sinônimo de natureza
Noruega é sinônimo de natureza
“É muito importante ter em mente que sempre temos de explorar a natureza. Não é uma viagem urbana, os aspectos urbanos complementam os naturais. Por onde se passa há muitos lagos, rios, fiordes e existem atividades para todas essas opções”, conta a diretora da Nordic Ways, DMC com base na Suécia que atende os cinco países nórdicos, Roberta Perez.

É importante ter em mente que o projeto precisa ser adequado conforme a estação do ano, pois é sazonal – mas existe potencial em todas elas, durante todo o ano. Seja fazer um passeio com trenó puxado por cachorros da raça Husky, andar de moto de neve, travessia de ferry, pegar um trem histórico, fazer uma viagem de barco dentro do fiorde, apreciar o fenômeno da aurora boreal... Tudo de acordo com o verão, primavera, outono e inverno.

Em termos de tamanhos de grupos, o ideal é que sejam de 30 a 60 pessoas. Com este número de viajantes, o país todo pode ser bem explorado, as atividades podem ser feitas em conjunto e as estadas podem ser feitas no mesmo hotel. Outro detalhe para ficar atento é que a viagem de incentivo seja realizada em vários lugares e não apenas em uma cidade.

“São muitas rotas, o caminho é muito interessante, com belas paisagens para serem vistas durante o percurso da jornada. É importante combinar os destinos dentro do país, fazendo uma experiência um pouco mais urbana em Oslo, por exemplo, e outra em uma área mais remota, mostrando a vida simples que os noruegueses gostam de seguir”, finaliza Roberta.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA