Cinco tendências sobre o viajante corporativo para ficar de olho

|

Dreamstime

A Turkish Airlines, em parceria com o Skift, lançou o Global Business Traveler Report 2018. Com base no retorno da indústria e entrevistas de gestores de viagens corporativas dos Estados Unidos e viajantes de negócios internacionais, o relatório examina o panorama e aponta as tendências desse segmento.

Além disso, o documento ainda demonstra as maneiras pelas quais os gestores e viajantes podem encontrar equilíbrio em seu propósito comum e missão mútua, apesar das lacunas e diferenças em seus objetivos, expectativas, prioridades e realidades.

“Monitoramos regularmente as tendências atuais e futuras da aviação e as demandas dos consumidores para desenvolver e evoluir nossos produtos e serviços”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da Turkish, M. Ilker Ayci. “Os resultados dessa pesquisa fornecem uma visão inestimável das importantes motivações no espaço de viagens corporativas que contribuirão para o nosso crescimento nos próximos anos.”

Entre as principais tendências levantadas pelo relatório estão:

  • viajantes cada vez mais autônomos em relação à tecnologia e ferramentas personalizadas no planejamento e gerenciamento de viagens;
  • novo modelo de parceria para gestores e viajantes em que, ao invés de procurar encaixar essa nova realidade nas normas políticas existentes, os players têm a oportunidade de arquitetar novas estruturas flexíveis que protegem os objetivos da empresa e, ao mesmo tempo, proporcionam aos funcionários a liberdade que desejam;
  • apesar de adotarem soluções automatizadas e digitais para o básico, como verificar detalhes da viagem e fazer o check-in de voos e hotéis, os viajantes ainda querem suporte humano em tempo real para necessidades e preocupações mais avançadas ou urgentes;
  • o poder disruptivo da economia compartilhada não pode ser ignorado, pois os viajantes corporativos cada vez mais adotam as opções alternativas de transporte e hospedagem oferecidas pelos principais players como Uber, Lyft e Airbnb;
  • os clientes corporativos estão cada vez mais fidelizados a marcas e fornecedores. Para as marcas, é uma excelente oportunidade para ouvir o cliente corporativo e desenvolver novas formas de fortalecer e aprofundar os relacionamentos nesse importante segmento.
Para mais detalhes, confira na íntegra o Global Business Traveler Report 2018 aqui.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA