PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Tendências orientam, mas podem não se concretizar 100%


Emerson Souza
Peterson Prado, da Avipam
Peterson Prado, da Avipam
Acompanhar as tendências é necessário, mas nem sempre elas podem se concretizar na totalidade, segundo o diretor corporativo da Avipam, Peterson Prado. Ele explica que, apesar dos avanços, principalmente na tecnologia, ainda haverá situações em que a novidade não será adotada 100%.

“Estamos em constante evolução, mas a tendência muitas vezes é pendular. Por exemplo, saímos dos cartões de embarque impressos para a versão on-line, disponível por aplicativo, mas ainda há quem prefira o papel. Por mais que existam tendências, nem sempre isso se concretiza”, comenta Prado, durante o evento de lançamento da parceria global com a Travel Leaders, em São Paulo.

“Mesmo assim, as tendências nos dão uma direção. A realidade é que as companhias terão que evoluir seus programas com inovação e uso inteligente da tecnologia. As gerações também possuem um papel importante", ressalta.

"Os millennials estão mudando a narrativa das viagens corporativas, misturando negócios e lazer, influenciando também as outras gerações e são mais flexíveis em relação aos horários. Em paralelo, a geração Z, dos nascidos após 1996, está entrando agora no mercado de trabalho e causando até mais impacto que os millennials. Temos que prestar atenção nestes cenários."

Uma pesquisa realizada com participantes do evento da Avipam nesta manhã revelou que a tendência mais presente, de acordo com enquete, é a tecnologia conectada, e a menos votada foi a inteligência artificial.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA