PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

"Economia Salesforce" vai gerar 491 mil empregos no Brasil


Divulgação
Tyler Prince, vice-presidente executivo de Alianças, Inovação e Lançamentos da Salesforce
Tyler Prince, vice-presidente executivo de Alianças, Inovação e Lançamentos da Salesforce
De acordo com a pesquisa global da Salesforce – líder mundial em CRM – junto à IDC, a “Economia Salesforce” (formada pela empresa, seus parceiros e clientes) vai gerar 491 mil empregos diretos no Brasil, US$ 61,9 bilhões em receitas de novos negócios e US$ 7,56 para cada dólar produzido pela empresa, no período de 2019 a 2024. Estima-se ainda que serão criados 780 mil empregos indiretos no País, em razão aos gastos na economia pelas pessoas que ocupam os empregos diretos.

“Devido à atuação colaborativa junto aos membros do seu ecossistema, a Salesforce consegue gerar o crescimento dos negócios e dos empregos que vemos atualmente. Seja por meio de parcerias específicas da indústria ou de aplicativos alinhados aos negócios, a plataforma Customer 360 e o ecossistema da Salesforce contribuem para acelerar nosso crescimento e, o que é mais importante, o crescimento de nossos clientes”, afirma o vice-presidente executivo de Alianças, Inovação e Lançamentos da Salesforce, Tyler Prince.

Esse crescimento é impulsionado pela adoção cada vez maior da computação em nuvem, que está originando uma série de novas tecnologias, como mobile, redes sociais, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Estas, por sua vez, geram novas fontes de receita e empregos, alavancando o uso da nuvem e criando um “ciclo contínuo” de crescimento e inovação.

A IDC analisou como a “Economia Salesforce” deve influenciar o crescimento de receita e a geração de emprego em seis setores até 2024. O setor financeiro alcançará US$ 224 bilhões e vai gerar 730,9 mil empregos; o manufatureiro ,US$ 211,7 bilhões e 765,8 mil empregos; o de varejo, US$ 134,8 bilhões e 539,7 mil empregos; o de mídia e comunicações, US$ 129,7 bilhões e 473,8 mil empregos; o médico e de saúde, US$ 68,5 bilhões e 222,6 mil empregos; e o público, US$ 64,7 bilhões e 254,4 mil empregos.

Ainda de acordo com a pesquisa, até 2024 cerca de 50% dos gastos com software de computação em nuvem estarão vinculados à transformação digital, representando quase metade de todas as vendas de software do mundo. Esses gastos devem crescer 19% ao ano, de US$ 179 bilhões em 2019 para US$ 418 bilhões em 2024.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA