Inteligência artificial estará cada vez mais presente em eventos | Tecnologia | PANROTAS
TECNOLOGIA

Inteligência artificial estará cada vez mais presente em eventos

A inteligência artificial vem se tornando um importante fator para melhorar a eficácia de muitas partes do ciclo de vendas de diferentes áreas de mercado. Para compradores de diversos segmentos, por exemplo, o processo foi transformado pela grande quantidade de dados disponíveis e a tecnologia criada.

Dreamstime
“As empresas estão olhando para a IA como uma grande ajuda para obter uma melhor compreensão de seus clientes e personalizar as experiências que oferecem, seja em produtos, serviços ou eventos”, diz o analista de Estratégia de Canal da Forrester, John Bruno, ao site Adweek.

Se o aumento da personalização da entrega for o objetivo, é preciso estar atento à organização e operação dos eventos. Com algoritmos de machine learning, por exemplo, os organizadores conseguem estimar o número de participantes, ou antecipar quanto de alimentos e bebidas precisarão para cada um deles, além de outros detalhes.

A gestão de eventos ainda é uma aplicação em desenvolvimento da inteligência artificial, mas existem algumas empresas que fornecem softwares e consultorias para este mercado, como a Cvent e a Double Dutch. A segunda, criada em 2011 e que segue em crescimento, é especializada em alavancar a IA e o machine learning para aprimorar grandes eventos e conferências.

Em meio a uma mudança sutil, mas universal, essas tecnologias vêm afetando o modo como as empresas agem e como o público faz as escolhas sobre o que comprar e como se envolver. No entanto, apesar dessa narrativa, percebe-se que o elemento humano continua sendo muito necessário.

Mesmo com toda tecnologia disponível, ainda é preciso que a intervenção humana faça com que os fluxos de dados conversem entre si, que o conjunto seja ajustado, aprimorando a sofisticação, e dando contexto e direção para que eles se tornem ferramentas realmente úteis. Parece, mas ainda nem tudo pode ser substituído por recursos tecnológicos.


*Fonte: Adweek

conteúdo original: http://bit.ly/2EqLuOg
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA