Movida

Karina Cedeño   |   07/12/2022 15:20   |   Atualizada em 07/12/2022 15:43

Amex GBT e Traxo testam solução para captar reservas fora do canal

A solução é desenvolvida junto ao o provedor Traxo, que captura dados de viagens corporativas


Divulgação
A solução capta dados de reservas fora do canal e os transfere aos sistemas de gestão de viagens das empresas
A solução capta dados de reservas fora do canal e os transfere aos sistemas de gestão de viagens das empresas
A American Express Global Business Travel (Amex GBT) e o provedor Traxo, que captura dados de viagens corporativas em tempo real, lançaram um programa piloto de uma solução que capta dados de reservas fora do canal e os transfere aos sistemas de gestão de viagens das empresas. Para isso, a Amex GBT está utilizando a tecnologia Filter, patenteda pelo Traxo e utilizada por empresas que gastam mais de um bilhão de dólares por ano globalmente.

“Reservar por meio de canais gerenciados significa que os viajantes recebem suporte total antes, durante e depois da viagem, enquanto os gestores podem se concentrar no atendimento ao cliente. Ao trazer as reservas de fora da política ao Amex GBT, os gestores podem entender melhor o que os viajantes estão reservando e melhorar a visibilidade do gasto total com viagens", afirma o vice-presidente de Estratégia de Produto e UX da Amex GBT, Mark McSpadden.

“Localizar um viajante em situação problemática é uma preocupação que pode afetar qualquer empresa de qualquer porte e setor, em qualquer lugar do mundo” reconhece o CEO e fundador da Traxo, Andrés Fabris. "Quando as reservas são feitas fora do canal, são invisíveis para as ferramentas e sistemas de informação normalmente usados pelos gestores de viagens corporativas. A solução da Traxo agrega e analisa automaticamente as reservas de viagens de qualquer fonte e é a solução para esse antigo desafio da invisibilidade para viagens gerenciadas em todo o mundo", destaca.

"O nível atual de disrupção na indústria de viagens revela a importância da visibilidade do viajante em tempo real", acrescenta Fabris. "Tornou-se essencial para os gestores de viagens modernos ter uma visão pré-viagem consolidada dos itinerários dos funcionários. Não ter essas informações à vista pode ter consequências negativas significativas. Estamos entusiasmados com o fato de a solução piloto estar sendo testada pela Amex GBT para um cliente corporativo de primeira linha.", conclui o CEO e fundador da Traxo.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias