Movida

Bruno Hazov   |   21/02/2024 16:58   |   Atualizada em 22/02/2024 17:24

Pacaembu detalha novo complexo após investimento do Mercado Livre

Estádio ganhará hotel da bandeira UMusic e camarotes do ML; inauguração será em junho de 2024


Divulgação
Mercado Livre adquiriu os naming rights do Estádio do Pacaembu por R$ 1 bilhão em janeiro
Mercado Livre adquiriu os naming rights do Estádio do Pacaembu por R$ 1 bilhão em janeiro

Após ser anunciada a venda dos naming rights do Estádio do Pacaembu para a empresa Mercado Livre, muito se perguntou sobre o futuro do equipamento, que está fechado desde junho de 2021 e que foi concedido para a concessionária Allegra Pacaembu por um período 35 anos em janeiro de 2020.

O 100X BRASIL falou com Eduardo Barella, CEO da concessionária Allegra Pacaembu, para entender quais os investimentos que estão sendo feitos e o que muda com a venda dos naming rights do complexo, que rendeu mais de R$ 1 bilhão que serão investidos na operação do novo equipamento.

Veja a entrevista a seguir.

100X BRASIL - Para quando está prevista a entrega do Novo Pacaembu?

Eduardo Barella - A previsão de entrega da Mercado Livre Arena – Pacaembu é junho de 2024, conforme previsto no edital de concessão com a referência ao prazo de três anos a partir do início das obras, que começaram em junho de 2021.

100X BRASIL - Quanto foi investido na reforma do Novo Pacaembu?

Eduardo Barella - O investimento total até o momento gira em torno de R$ 600 milhões, incluindo os R$ 111 milhões de outorga paga à Prefeitura de São Paulo quando a concessionária venceu a licitação; além de todas as intervenções de reforma, modernização e restauro do equipamento. Os mais de R$ 1 bilhão pagos pela Mercado Livre serão revertidos para a operação do equipamento.

100X BRASIL - O investimento é totalmente privado ou há investimento público? Detalhar os valores de cada.

Eduardo Barella - Os investimentos realizados para as obras de restauro e modernização da Mercado Livre Arena – Pacaembu são totalmente privados.

100X BRASIL - Qual será a bandeira do novo hotel? Haverá parceria com alguma empresa de hotelaria ou de gestão hoteleira?

Eduardo Barella - Há um acordo com Universal Music Group (UMG), o maior grupo de entretenimento a base de música do mundo, para o lançamento de uma unidade da bandeira UMusic Hotels, que funcionará no edifício multiuso por até 30 anos.

100X BRASIL - Qual será a capacidade do novo hotel?

Eduardo Barella - Serão 85 quartos e o espaço será focado na experiência do hóspede, que terá acesso a estúdios de gravação, espaços criativos, ativações e mais. Não existe nada parecido na cidade hoje.

100X BRASIL - Qual será a capacidade do Centro de Eventos? Quem vai gerir esse centro?

Eduardo Barella - O Centro de Convenções e Eventos terá capacidade para até 8,5 mil pessoas e será administrado pela Allegra Pacaembu. Ficará localizado no subsolo do edifício multifuncional.

100X BRASIL - Além do Hotel e Centro de Eventos, o que mais será construído no novo complexo?

Eduardo Barella - O Novo Pacaembu será um local de experiências, muito mais aberto e com o funcionamento semelhante a um parque público. Nosso projeto é focado no fluxo de pessoas, queremos trazer o público para dentro desse equipamento tão querido pelos paulistanos. No local onde antes existia o tobogã, está sendo construído um edifício multiuso que irá abrigar, além do hotel, um centro de medicina esportiva, um hub de inovação e uma galeria de arte. Na cobertura, haverá uma grande área pública, uma praça elevada, com vista privilegiada da cidade, enquanto o subsolo abrigará o Centro de Convenções e Eventos. Vale destacar que o edifício terá uma área térrea permeável para integrar novamente o estádio ao clube poliesportivo; o futuro Boulevard e a esplanada de eventos onde também poderão ser realizados, jogos, feiras e espetáculos variados.

100X BRASIL - O que está previsto no contrato dos naming rights?

Eduardo Barella - O contrato firmado prevê o envolvimento do ecossistema de negócios do Mercado Livre, com Mercado Pago, MELI+ e Mercado Play, além de exposição de marca, nova identidade visual e amplo espaço de mídia no interior do complexo. A marca será aplicada em setores específicos que receberão as seguintes denominações:

  • Mercado Livre Arena – Pacaembu;
  • Centro de Eventos e Convenções: Mercado Pago Hall;
  • Centro de Tênis: Centro de Tênis Mercado Livre;
  • Ginásio: Ginásio Mercado Livre;
  • Piscina Olímpica: Piscina Olímpica Mercado Livre;
  • Audiovisual: Estúdio Mercado Play;
  • Estádio de Futebol: Mercado Livre Arena | Pacaembu;
  • Camarote #5: Mercado Pago;
  • Camarote #6: Meli+.

100X BRASIL - Qual a previsão de público e movimentação financeira esperada após a entrega do equipamento totalmente reformado?

Eduardo Barella - A Allegra Pacaembu estima que a Mercado Livre Arena – Pacaembu terá uma circulação diária de 15 mil pessoas, o que equivale a mais de 5 milhões de visitantes por ano. Além disso, durante os 30 anos de contrato, é esperado um impacto econômico na cidade de R$ 50 bilhões (R$ 1,8 bilhão anual), além de movimentar R$ 420 milhões em eventos por ano.

100X BRASIL - Já há shows ou eventos marcados para o espaço? Se sim, detalhar os mais relevantes.

Eduardo Barella - Há um contrato firmado com a Four Even, fundo de investimento brasileiro especializado na promoção de eventos e shows, que irá pagar R$ 26 milhões anuais para realizar 80 shows de por ano em diversos locais dentro do complexo.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias