Foz terá voos de EUA e Europa após expansão de aeroporto

|

Divulgação Infraero
Pista terá 3 mil metros, e permitirá voos diretos de Europa e EUA
Pista terá 3 mil metros, e permitirá voos diretos de Europa e EUA
A Itaipu Binacional anunciou, nesta semana, que investirá R$ 24 milhões em 2018 em ações para impulsionar o Turismo em Foz do Iguaçu em 2018. De acordo com a empresa, o repasse representa 62% do investimento total que a cidade deve receber neste ano, no valor de R$ 38,8 milhões.

Entre as iniciativas que devem receber parcelas do investimento da Itaipu está a extensão da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que passará de 2,1 mil para três mil metros - ampliação que permitirá voos sem escala para Estados Unidos e Europa. A expansão foi defendida recentemente por Guilherme Paulus, como algo que "trará automaticamente mais voos”.

A construção do Mercado Municipal, que deve ser entregue em junho de 2019, e ainda a implantação de e-Gates nas aduanas do Brasil com Argentina e Paraguai - portões eletrônicos que agilizam o processo de entrada ao conferir as informações do viajante através de um chip eletrônico e fazer o reconhecimento biométrico facial - também são previstas com o investimento.

“Ninguém faz nada sozinho. Se a Itaipu, a prefeitura e o setor privado continuarem atuando de mãos dadas, em pouco tempo Foz do Iguaçu poderá ser a primeira no ranking do turismo brasileiro”, comentou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna. “Foz tem condições de ser o polo turístico número um do Brasil”, completou.

OUTROS INVESTIMENTOS NO AEROPORTO

Além da extensão da pista, e prevendo um aumento constante na demanda de viajantes, o aeroporto deve iniciar também neste ano uma série de obras para expansão de sua estrutura. O terminal único de passageiros passará de 17 mil para 20 mil metros quadrados, e a sala de embarque será ampliada para mais de três vezes seu tamanho atual, saltando de 971 mil para 3,2 mil metros quadrados. A área de desembarque irá quase dobrar, passando de 996 para 1,8 mil metros quadrados, e os espaços de check-in serão expandidos em 86%.

Um contrato para reforma foi fechado em dezembro com a Sial Construções Civis, empresa que venceu a licitação para as alterações, e o prazo para finalização das obras é de 675 dias contados a partir da assinatura da ordem de serviço inicial - ou seja, as obras devem ser concluídas até o final de 2019.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA