AEROPORTOS

Mais de 1,2 mi de pax utilizaram novo portão da Sita em Moscou

Reprodução Sita
Aeroporto de Domodedovo, em Moscou, recebeu os portões automáticos da Sita antes da Copa do Mundo
Aeroporto de Domodedovo, em Moscou, recebeu os portões automáticos da Sita antes da Copa do Mundo
O Aeroporto de Moscou Domodedovo (DME) e a Sita revelaram que, no período de um mês de duração da Copa do Mundo, mais de 1,2 milhão de passageiros utilizaram os novos portões automáticos da provedora de tecnologia, implementados pouco tempo antes do torneio e que agilizam o processo de embarque - no total desde que foram instalados, 3,3 milhões de pessoas já o utilizaram.

O Domodedovo foi o primeiro terminal russo a introduzir o sistema de gerenciamento de fluxo de passageiros da Sita, o que inclui as portas automatizadas: elas permitem que os passageiros passem independentemente pelos controles de segurança na entrada da área de embarque, simplesmente escaneando seu cartão de embarque no celular ou impresso.

Reprodução Sita
Portão automático escaneia seu cartão de embarque no celular ou impresso
Portão automático escaneia seu cartão de embarque no celular ou impresso
Para o aeroporto e a empresa de tecnologia, passar no teste de fogo que foi a Copa do Mundo, com milhões de transeuntes, demonstrou o sucesso de seu portão de auto atendimento.

"A tecnologia da Sita mostrou sua eficiência principalmente durante os picos de tráfego, quando fãs de futebol de todo o mundo voaram pela Domodedovo para as cidades dos jogos. Estamos confiantes de que este projeto de referência, que faz uso de tecnologias modernas, elevará a qualidade dos serviços de passageiros na DME para um novo nível", comemorou o CEO do Domodedovo Integration, Gennady Zalutsky, que gerencia o aeroporto.

No final da instalação, que não foi concluída, cerca de 150 portas automatizadas ficarão localizadas nos terminais 1 e 2 do aeroporto de Moscou. Estudos da Sita mostram que o uso deles pode reduzir os tempos de embarque em até 50%, reduzindo o risco de atrasos nos voos e melhorando o serviço de passageiros.

O Brasil também foi citado como um dos beneficiados pelo gerenciamento de fluxo da Sita com seus portões automáticos, herdados da Copa do Mundo no País, quatro anos atrás.

“Ajudamos muitos países a gerenciar grandes eventos, introduzindo tecnologia que automatiza o fluxo de passageiros nos principais aeroportos. Dos Jogos Olímpicos de 1984 em Los Angeles para a Copa do Mundo no Brasil em 2014 e este ano na Rússia. Embora esses eventos sejam frequentemente os catalisadores para a introdução de novas tecnologias, continuamos a ver o benefício desses investimentos bem depois que o apito final foi concluído. Este é particularmente o caso em mercados de rápido crescimento como o Brasil e a Rússia, onde o número de passageiros continua a crescer rapidamente”, finalizou o VP da Sita, Dmitry Krasnov.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA