Pampulha poderá receber aviões de grande porte, define Anac | Aeroportos | PANROTAS
AEROPORTOS

Pampulha poderá receber aviões de grande porte, define Anac

Portal da Copa / Rodrigo Lima
Portaria publicada pela Anac no Diário Oficial da União confirma que o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, está apto a operar pousos e decolagens de aeronaves de grande porte. Apesar da definição da autoridade, voos só serão executados após julgamento de uma orientação do Tribunal de Contas da União, que revogou autorização similar do Ministério dos Transportes.

No texto publicado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Aeroporto da Pampulha recebe o aval para operações em frequência semanal máxima de 155 voos, contando decolagens de aeronaves das categorias 3C e 4C. Até então, Pampulha estava autorizada a receber, no máximo, voos de aviões 3C – de até 70 lugares, em voos regionais e executivos de pequeno porte.

De acordo com a referência da entidade, são categorizados como 4C os Airbus 320-200 e 321-200, os Boeings 727 e 737, os Embraer ERJ 170-200 e ERJ 190-200 e o Bombardier CRJ900.

As operações com aeronaves de grande porte, no entanto, não vão acontecer agora. Em dezembro passado, o Tribunal de Contas da União suspendeu uma portaria do Ministério dos Transportes que autorizava a operação de voos comerciais de longa distância da Pampulha para capitais brasileiras.

Até a definição do caso, que não tem previsão para ser julgado, o aeroporto da Pampulha seguirá autorizado a operar voos para os cerca de 300 aeroportos regionais existentes no País.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA