Saiba o que as aéreas têm feito relação ao furacão Florence | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Saiba o que as aéreas têm feito relação ao furacão Florence

O furação Florence, “considerado extremamente perigoso” pelo Centro Nacional de Furações (NHC) chegou hoje à Costa Leste dos Estados Unidos, na Carolina do Norte, com ventos de até 120 quilômetros por hora. Até ontem (13), pelo menos 1,5 mil voos previstos para serem realizados entre quarta e sábado foram cancelados.

Como resposta ao incidente ambiental, diversas companhias aéreas já agiram em antecedência e ofereceram medidas nos casos de voos cancelado entre e para o país. Entre as providências estão possibilidade de alteração de datas e itinerários com isenção de taxa e reembolso.

Reprodução/Nasa
A American Airlines divulgou que está em contato regularmente com a Cruz Vermelha Americana e que ativaram sua plataforma de angariação de fundos para desastres para que clientes e membros da equipe da aérea possam ajudar os necessitados.

De hoje até 21 de setembro os associados AAdvantage podem ganhar dez milhas por cada dólar doado à Cruz Vermelha, em doações mínimas de US$ 25.

Além disso, a transportadora está permitindo que os clientes cujos planos de viagem sejam afetados pelo furacão remarquem sem custos de alteração. E para ajudar os passageiros que optaram em evacuar a região por via aérea, a American acrescentou tarifas reduzidas de última hora para as cidades que serão impactadas.

A Delta Air Lines tem operado um cronograma de voos reduzido para garantir a segurança de seus clientes e funcionários. Desde quarta (12), a companhia aérea cancelou cerca de 200 operações e está acompanhando atentamente as infraestruturas aeroportuárias e áreas com inundações severas.

Segundo informações do dia 11 de setembro, a Latam anunciou que passageiros de voos cancelados de e para Orlando, Miami, Boston e Nova York, podem cancelar sua passagem e pedir restituição do valor da mesma, sem cobrança de penalidade. Elas também podem ter seu itinerário alterado sem multas, mas sujeitas a diferenças de tarifa e validade do bilhete.

De acordo com o site da CNCB, a Southwest Airlines parou de voar do aeroporto de Charlotte na quinta para pelo menos esta sexta à noite. Já a Jetblue e a United afirmaram que disponibilizaram algumas passagens aéreas com preços abaixo do que um bilhete de última hora custaria.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA