EMPRESAS

Aeromexico encerra rotas para diminuir prejuízo no ano

Emerson Souza
2018 é o primeiro ano em que a companhia não cresce desde 2009
2018 é o primeiro ano em que a companhia não cresce desde 2009
A Aeromexico acumula este ano prejuízo líquido, embora tenha uma operação lucrável. Com o preço dos combustíveis acima de US$ 80 excesso de capacidade no mercado o ambiente se mostra ainda mais desafiador, informou a empresa.

Consequentemente, a empresa tomou a decisão de reestruturar sua frota e rede, a fim de demonstrar melhorias e crescimento. Uma das ações é a aposentadoria da operação de três Embraer 170 e dois B737-700.

Como resultado dessa redução de capacidade, a Aeroméxico fará uma série de alterações em sua rede, incluindo a suspensão das seguintes rotas durante 2019: Cidade do México para Boston, Washington Dulles e Portland; Monterrey a Las Vegas, Tijuana, Merida e Veracruz; e Guadalajara para Cancun e San Jose, na Califórnia.

Essas mudanças implicam nas ofertas de assento da Aeromexico, que permanecerão estáveis em 2019 em comparação com 2018, a primeira vez que a empresa não vai crescer desde 2009.

A companhia aérea continuará com sua estratégia de investimento focada no cliente, garantindo uma experiência de classe mundial através de serviços, produtos e tecnologia.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA