EMPRESAS

Sem estrear, low cost Flycana 'sonha alto' nas Américas

Divulgação
Companhia de baixo custo deve iniciar operações ainda em 2019
Companhia de baixo custo deve iniciar operações ainda em 2019
A low cost Flycana, antiga Dominican Wings da República Dominicana, pretende iniciar as suas operações até o final deste ano.

Inicialmente, a companhia apostará em ligações com Nova York, nos Estados Unidos, para expandir-se a outros destinos caribenhos da América do Norte e América do Sul, segundo a Centre for Aviation (Capa).

Uma das dificuldades nas operações caribenhas são as altas taxas e impostos, mas a empresa acredita que este é um bom momento para estabelecer a companhia de baixo custo no país, que é dominado por aéreas estrangeiras. Outro país na mira da companhia aérea é o Brasil, possivelmente com voos para São Paulo e Rio de Janeiro.

Em entrevista, o CEO da Flycana, William Shaw, argumentou que a República Dominicana não tem companhia aérea própria e destacou que 90% das viagens ao país são de lazer. Essa análise indica que o preço é o mais fator importante na decisão de comprar uma passagem aérea.

Hoje a companhia que mais opera rotas entre os Estados Unidos e a República Dominicana é a Jetblue, com participação de 41%, seguida pela Delta Air Lines, American e Copa Airlines.

A Jetblue realiza voos de suas bases de Fort Lauderdale, Boston e Nova York (JFK) para Santo Domingo, Santiago e Punta Cana, além de serviços de Orlando a Santo Domingo e Nova York a Puerto Plata e La Romana.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA