Boeing diz que sensor pode ter causado acidente na Indonésia | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Boeing diz que sensor pode ter causado acidente na Indonésia

Thai Lion Air

A causa da queda do voo JT-610 da Lion Air na Indonésia no dia 28 de outubro, operado por um Boeing 737 Max 8 e que aconteceu 13 minutos após a decolagem do aeroporto internacional de Jacarta, pode estar próximo de ser descoberta.

A Boeing divulgou um comunicado informando que fornecerá apoio e assistência técnica para os investigadores do acidente, mas revelou que o Comitê Nacional de Segurança em Transporte da Indonésia, responsável pela investigação, já teria apontado o que causou a queda: uma "entrada errônea de um dos sensores AOA (Ângulo de Ataque)" da aeronave.

Ainda de acordo com o comunicado, a Boeing, "como parte de seus processos usuais, emite boletins ou faz recomendações sobre a operação de suas aeronaves."

Assim, nesta terça-feira (6) a fabricante emitiu um Boletim do Manual de Operações (OMB) "direcionando os operadores para os procedimentos existentes da tripulação de voo para tratar de circunstâncias em que há uma entrada incorreta de um sensor de AOA".

A investigação sobre a queda do 737 Max 8 da Lion Air segue em andamento, e a Boeing informa que "continua a cooperar plenamente e fornecer assistência técnica a pedido e sob a direção de autoridades governamentais que investigam o acidente."

O QUE É O SENSOR AOA

O ângulo AOA, ou Ângulo de Ataque (angle of attack, em inglês), é a diferença entre o ângulo de inclinação e o ângulo de trajetória da aeronave. Confira na imagem abaixo:



Reprodução Boeing
*Flight Path Angle = ângulo de trajetória da aeronave em relação ao horizonte
**Pitch Angle = ângulo de inclinação da aeronave em relação ao horizonte

De acordo com a fabricante, o ângulo da trajetória da aeronave é o ângulo entre o vetor da trajetória do voo (a direção em que o avião está indo) e o horizonte. Já o ângulo de inclinação é o ângulo entre a direção que o nariz da aeronave está apontando e o horizonte.

O AOA é, enfim, o ângulo entre os dois. A falha que ocasionou a queda teria resultado de uma "entrada errônea" de um dos sensores responsáveis por medir o AOA - maiores informações não foram reveladas até o momento.

DECLARAÇÃO DE CONDOLÊNCIAS

A Boeing divulgou um dia depois do acidente uma nota de condolência aos parentes dos falecidos no acidente. Confira abaixo:

"A Boeing Company está profundamente entristecida pela perda do Voo Lion Air JT 610. Estendemos nossas sinceras condolências às famílias e entes queridos daqueles a bordo.

A Boeing está fornecendo assistência técnica a pedido e sob a direção de autoridades governamentais que investigam o acidente. De acordo com o protocolo internacional, todas os inquéritos sobre a investigação do acidente devem ser encaminhadas à autoridade encarregada da investigação, o Comitê Nacional de Segurança nos Transportes da Indonésia."


RELEMBRE O CASO

Na manhã do dia 28 de outubro desde ano, um domingo, um Boeing 737 Max 8 da Lion Air caiu pouco depois de decolar do aeroporto internacional de Jacarta, na Indonésia. A aeronave contava com 189 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes.

Segundo as autoridades, não há esperanças de encontrar sobreviventes, e as primeiras vítimas já foram identificadas.

A aeronave de matrícula PK-LQP seguia para Pangkal Pinang, também na Indonésia, e perdeu contato com a torre de controle no mar ao Norte da Ilha de Sumatra. Foi o primeiro acidente grave envolvendo o modelo 737 Max 8 da Boeing, que fez seu primeiro voo comercial em maio de 2017.

De acordo com informações da Lion Air, o piloto, alegando problemas técnicos no avião, solicitou o retorno ao controle de tráfego aéreo de Jacarta antes da queda. No voo anterior, a aeronave já havia apresentado problemas em relação aos dados de altitude e velocidade. Ainda de acordo com a companhia, os comandantes eram experientes, com mais de 11 mil horas de voo no currículo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA