EMPRESAS

Boeing emite comunicado sobre acidente com Max da Ethiopian

O presidente e CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, assinou um comunicado da fabricante norte-americana em relação ao acidente com o Voo 302 da Ethiopian Airlines, ocorrido no último dia 10, informando que atualizações de um software da família Max, assim como treinamentos para pilotos, estão em fase final de desenvolvimento.

Divulgação/Boeing
Leia o comunicado abaixo:

Em primeiro lugar, nossas mais profundas condolências em relação às famílias e entes queridos daqueles a bordo do Voo 302 da Ethiopian Airlines.

A Boeing continua apoiando a investigação e está trabalhando com as autoridades para avaliar novas informações assim que elas estiverem disponíveis. A segurança é a nossa maior prioridade desde que projetamos, construímos e acompanhamos nossas aeronaves.

Como parte da nossa prática padrão após qualquer acidente, examinamos o projeto e a operação dos aviões e, quando apropriado, instituímos atualizações de produtos para melhorar ainda mais a segurança.

Enquanto os investigadores continuam trabalhando para estabelecer conclusões definitivas, a Boeing está finalizando o desenvolvimento de uma atualização de software previamente anunciada, assim como uma revisão no treinamento de pilotos que abordará leis de comportamento em relação ao MCAS e
entradas errôneas de sensores.

Também continuamos a fornecer assistência técnica a pedido e sob a direção do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes, o representante credenciado dos Estados Unidos que trabalha com investigadores da Ethiopian.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA