Preço de passagens aéreas deve cair em setembro, afirma governo

|


Elza Fiúza/Agência Brasil
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, prevê queda nos preços
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, prevê queda nos preços
A partir de setembro, o aumento da oferta de voos da Gol e Latam deve causar uma queda nos preços das passagens, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. Outros motivos que podem influenciar as vendas no setor são a chegada de novas aeronaves e empresas, como a Air Europa.

Freitas fez o anúncio nesta segunda-feira (15), junto com o balanço dos primeiros 180 dias do plano de infraestrutura do governo. Ele destacou também a liberação de capital estrangeiro em aéreas e as reduções da regulamentação do setor e do imposto sobre o querosene de aviação.

AVIANCA INFLUENCIOU AUMENTO

Com o encerramento das operações da Avianca Brasil, as companhias aéreas que permaneceram no País subiram os preços dos bilhetes. Segundo a Anac, de abril de 2018 a abril de 2019, as passagens no Brasil ficaram 30,9% mais caras. O número é ainda mais alto em rotas que a Avianca deixou de operar, que encareceram 39,9%.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA