EMPRESAS

Azul recebe seu 1º Embraer 195-E2; outros 5 chegam ainda em 2019

A Azul recebeu na manhã desta quinta-feira (12) o seu primeiro Embraer 195-E2. A aérea, fundada por David Neeeleman e presidida por John Rodgerson, possui uma encomenda um total de 51 jatos E195-E2, e se torna hoje a cliente de lançamento deste modelo. O evento de entrega da aeronave aconteceu nas dependências da fábrica da Embraer, em São José dos Campos, e transmitido pela internet.

Vinicius Casagrande
David Neeleman e John Rodgerson, da Azul, com John Slattery, da Embraer, Aengus Kelly, da AerCap, no corte da fita do E195-E2
David Neeleman e John Rodgerson, da Azul, com John Slattery, da Embraer, Aengus Kelly, da AerCap, no corte da fita do E195-E2
O contrato assinado pelas duas empresas e com duração de vários anos inclui serviços de engenharia e manutenção avançada de peças a partir dos armazéns de componentes da Embraer em Fort Lauderdale, na Flórida (EUA). Até o fim deste ano, outras cinco aeronaves já integrarão a frota da Azul.

Os E2 da Azul estão projetados com capacidade para até 136 assentos (18 a mais que os atuais E1), sendo 28 deles de Espaço Azul – produto da Azul que oferece espaço extra - e equipados com motores Pratt & Whitney GTF™, que devem reduzir em até 25% o custo por assento na operação do novo modelo.

Em poltronas dispostas duas a duas, os clientes da Azul terão à disposição telas individuais com TV SKY ao vivo, tomadas individuais, além de mais conforto proporcionado com o novo espaço interno e a redução de ruído proporcionada pelos novos motores. Em breve, essas aeronaves também estarão equipadas com internet wi-fi.

Vinicius Casagrande
Os E2 da Azul estão projetados com capacidade para até 136 assentos
Os E2 da Azul estão projetados com capacidade para até 136 assentos
“Este E2 é dedicado aos nossos tripulantes. Criamos uma pintura especial para esta aeronave, que celebra os valores que norteiam nossas decisões e ações aqui na Azul. Quero agradecer aos nossos mais de 13 mil tripulantes pela dedicação e o compromisso na construção da melhor companhia aérea do mundo. Sem esse time, esse dia não seria possível”, disse o CEO da Azul, John Rodgerson, CEO da Azul.

“Hoje,ainda temos que substituir para nova geração de aeronaves mais da metade de nossos 900 voos diários. Cada novo avião que chega, nos permite oferecer uma experiência ainda melhor para nossos clientes, além de reduzir nossos custos e aumentar nossa receita”, conclui Rodgerson.

O CEO da Embraer Commercial Aviation, John Slattery, resumiu a data de hoje como muito importante para a história das duas empresas, já que o E2 é a maior aeronave comercial já fabricada pela Embraer. "O E2 é absolutamente ideal para o modelo de negócios de baixo custo da Azul e para o portfólio de frotas da AerCap. Estou orgulhoso de todos na equipe da Embraer que trabalharam tanto para ver este dia chegar", disse o executivo.

Assim como o E190-E2, o E195-E2 também terá os intervalos de manutenção mais longos no mercado de aviões de corredor único, com dez mil horas de voo para atividades básicas de manutenção e sem limite de calendário para utilizações típicas. Isso significa 15 dias a mais para utilização da aeronave em um período de dez anos, comparado à atual geração de E-Jets.

O E195-E2 apresenta novos motores de alto desempenho, asas completamente novas, fly-by-wire completo e um novo trem de pouso. Em comparação com a primeira geração do E195, 75% dos sistemas da aeronave são novos.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos. A companhia conta com mais de 100 clientes em todo o mundo. Apenas para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos firmes e 1.500 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais por meio da operação em uma vasta gama de aplicações de negócios.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA