Thomas Cook precisa de 200 milhões de libras para se recuperar

|


Divulgação/ Thomas Cook
Grupo corre risco de deixar 150 mil passageiros na mão
Grupo corre risco de deixar 150 mil passageiros na mão
O grupo Thomas Cook descobriu de última hora que ainda precisa de 200 milhões de libras, em financiamento extra, para garantir suas operações. De acordo com a BBC News, o grupo espera um resgate liderado pelos investidores da chinesa Fosun.

Caso a empresa não consiga esse financiamento, 150 mil turistas britânicos poderão ficar na mão. Isso também exigiria que a Autoridade de Aviação Civil cobrisse custos de 600 milhões de libras com os passageiros. Além disso, os bancos da Thomas Cook estão insistindo para que a empresa crie novos fundos de contingência, caso precise de financiamento extra durante os meses de inverno.

As dificuldades financeiras da Thomas Cook aumentaram no ano passado, chegando ao acordo em agosto para o resgate liderado pela Fosun. Dessa maneira, a empresa chinesa faria um refinanciamento de 900 milhões de libras. Uma votação final sobre esse acordo estava prevista para esta semana, mas foi adiada para a próxima sexta-feira.


*Fonte: BBC News

conteúdo original: https://bbc.in/2kVmCpM
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA