EMPRESAS

3% dos clientes Gol são afetados por saída de alguns 737NG de operação


Divulgação
Boeing 737 NG
Boeing 737 NG
A Gol Linhas Aéreas informou que concluiu hoje (09/10) a inspeção em sua frota, conforme a Diretriz de Aeronavegabilidade emitida pela Federal Aviation Administration (FAA), autoridade de aviação americana responsável pela certificação primária das aeronaves modelo Boeing 737 NG, garantindo os mais elevados padrões de segurança.

Ainda segundo a companhia, como resultado desse processo, a Gol teve de retirar de operação as aeronaves nas quais foram encontrados indícios da necessidade de substituição de um componente especifico, cujas características se apresentaram fora dos padrões estabelecidos pelo fabricante, reportando essas ocorrências à FAA e à própria Boeing, de forma coordenada com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Essas aeronaves permanecerão inoperantes até o cumprimento da manutenção.

Consequentemente, houve um remanejamento de parte da malha aérea da Gol, afetando, de acordo com a empresa, aproximadamente 3% do total de clientes a serem transportados de hoje até o próximo dia 15 de dezembro.

"A empresa esclarece que os clientes impactados estão sendo informados previamente por SMS, por e-mail e pelas agências de viagens, e acomodados em outros voos da própria Gol ou das empresas congêneres. A Gol lamenta pelos eventuais transtornos causados e reforça que tem trabalhado intensamente para minimizar os potenciais efeitos aos seus clientes, aos quais desde já agradece pela compreensão", finaliza a empresa em comunicado.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA