EMPRESAS

Embraer tem prejuízo de mais de R$ 314 milhões no 3T19

A Embraer registrou prejuízo atribuído aos acionistas de R$ 314,4 milhões de dólares no terceiro trimestre, segundo balanço divulgado hoje de manhã pela empresa. O prejuízo líquido ajustado (excluindo-se impostos diferidos e itens especiais) foi de R$ 191,7 milhões e o prejuízo por ação ajustado ficou em R$ 1,04. Para efeitos comparativos, no 3T18 a Embraer reportou um prejuízo líquido ajustado de R$ 73,8 milhões e um prejuízo por ação ajustado de R$ 0,40.

De julho a setembro, a Embraer entregou 17 aeronaves comerciais e 27 executivas (15 jatos leves e 12 grandes) comparado aos 15 jatos comerciais e 24 executivos (17 leves e sete grandes) entregues no mesmo período do ano passado.

Divulgação
Duas aeronaves KC-390 deverão ser entregues ainda este ano
Duas aeronaves KC-390 deverão ser entregues ainda este ano

Para 2019, a companhia reafirma a entrega de 85 a 95 jatos comerciais, 90 a 110 jatos executivos, duas aeronaves KC-390 e projeta agora a entrega de cinco aeronaves Super Tucano. A receita líquida deve se manter entre US$ 5,3 a US$ 5,7 bilhões e a margem EBIT próxima de zero,
enquanto as estimativas relacionadas à conclusão, até o final do ano, da transação com a Boeing foram suprimidas. A Embraer também projeta que em 2019 poderá ter um Uso livre de caixa de US$ (300) a US$ (100) milhões.

Para 2020, a Embraer reafirma a receita líquida de US$ 2,5 a US$ 2,8 bilhões, margem EBIT de 2% a 5% e fluxo de caixa livre próximo de zero. Projeta também um dividendo especial de US$ 1,3 a US$ 1,6 bilhão a ser pago em 2020. Para mais detalhes, consulte a página 2 deste comunicado

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA