Delta Air Lines já é dona de 20% da Latam (pagou US$ 1,9 bi)

|


Divulgação

A Delta Air Lines completou nesta segunda-feira, 30, a compra de 20% dos papéis do Latam Airlines Group S.A por aproximadamente US$ 1,9 bilhão. Segundo a empresa, “um importante passo para juntar as companhias aéreas líderes nas Américas do Sul e do Norte. Esse investimento confirma a estratégia da Delta de adquirir cotas de participação nas maiores companhias aéreas ao redor do globo”.

“Estamos ansiosos para trabalhar com a Latam para criar uma verdadeira parceria de padrão internacional para proporcionar a nossos passageiros um inédito acesso pelas Américas", disse o presidente internacional e vice-presidente executivo de Vendas Globais da Delta Air Lines, Steve Sear. “Investimento como este ajudam a criar alinhamento com nossos parceiros enquanto divulgamos nossas marcas, fazendo com que possamos providenciar o melhor serviço e a maior confiança a nossos parceiros em comum."

Em setembro passado, a Delta e a Latam anunciaram uma parceria estratégica, que já incluía a compra de 20% das ações e também uma parceria comercial (com o anúncio, ambas também iniciaram processo de fim de parcerias com a Gol e a American Airlines, respectivamente). Assim que concluída, comunica a Delta, “essa parceria proporcionará oportunidades cada vez maiores para ambas as companhias aéreas, e oferecerá um significativo aumento das opções de viagens aos passageiros, com acesso a 435 destinos por todo o mundo”.

Já no primeiro trimestre de 2020, Latam e Delta irão lançar acordos de cooperação para voos operados por algumas afiliadas da Latam na Colômbia, Equador e Peru. O acordo de cooperação proporcionará aos passageiros mais conectividade entre mais de 74 destinos nos Estados Unidos e mais de 51 destinos na América do Sul.


Emerson Souza

FAMÍLIA CUETO DIMINUI PARTICIPAÇÃO

O Grupo Latam Airlines soltou comunicado paralelamente ao da Delta confirmando que a empresa americana adquiriu 121.281.538 ações da companhia, o que representa 20% do total de ações emitidas. A Latam também informou que a participação da Costa Verde Aeronáutica S.A., de propriedade da família Cueto, foi reduzida de 26,24% para 20,18%. A Costa Verde continua sendo o principal acionista individual da Latam Airlines.

No seu comunicado, a Latam diz que "as malhas aéreas altamente complementares das companhias fornecerão aos clientes uma experiência de viagem com mais conectividade para 435 destinos em todo o mundo. Além disso, as transações contempladas no contrato permitirão à Latam fortalecer a sua estrutura de capital, melhorando o seu fluxo de caixa e com consequente redução da sua dívida futura."
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA