Azul terá ponte aérea e chegará a 168 voos diários em junho

|


Divulgação
Azul garante seguir padrões de higiene da Iata
Azul garante seguir padrões de higiene da Iata
Reabrindo em processo gradual, a Azul chegará a 168 voos nos dias-pico de junho. Mais cinco de suas bases serão retomadas a partir do mês que vem. Destaque para Congonhas, em São Paulo, de onde opera a ponte aérea a Santos Dumont, no Rio de Janeiro, uma das conquistas recentes da companhia. Aracaju, Natal, Ribeirão Preto (SP) e Rondonópolis (MT) também voltam a ter voos da companhia.

O terminal da capital paulista terá dois voos diários para o Rio e Belo Horizonte. Congonhas também contará com operações diárias e inéditas para Recife, centro de conexões da Azul no Nordeste, e Cuiabá.

"Com as inclusões e a retomada da assistência pelo modal aéreo, mais cidades do País voltam a ser conectadas com a malha doméstica e internacional da companhia, o que contribui para o transporte de cargas importantes, como as de medicamentos e equipamentos de proteção individual, assim como de clientes que necessitem viajar e profissionais de saúde", aponta a Azul.

Além de voltar a operar nos cinco destinos, a Azul também retoma as ligações diretas nas rotas Santos Dumont-Porto Alegre e Santos Dumont-Brasília. Já a partir de 08 de junho, o mercado Campinas-Araçatuba ganhará um upgrade de equipamento, passando das aeronaves Caravan, de nove assentos, para uma oferta de 70 assentos, com os aviões modelo ATR 72-600.

A Azul assegura ao mercado, clientes e parceiros que reforçou a limpeza de suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo todos os protocolos demandados pela Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata).







 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA