Boeing iniciará voos de teste de segurança do 737 Max

|

Emerson Souza
A Boeing obteve autorização da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) para iniciar voos de teste de segurança do 737 Max. De acordo com o portal Travel Mole, os voos podem inclusive começar hoje (29) na base da fabricante em Seattle. A BBC diz que pilotos e especialistas técnicos dos órgãos reguladores e da empresa planejam três dias de testes de segurança no 737 Max, que foi retirado de serviço em março de 2019, após dois acidentes em que 349 pessoas morreram.

A FAA confirmou no domingo, em um e-mail ao Congresso dos EUA, que havia aprovado os principais voos de teste de certificação. Os voos de teste foram planejados para o ano passado, mas as investigações descobriram novos problemas de segurança. A aeronave não pode retornar ao serviço até receber a aprovação final da FAA, que ainda não tem uma data para acontecer. A Boeing esperava receber a aprovação total do avião para transportar passageiros até o meio do ano. No entanto, muitas companhias aéreas atrasaram as encomendas da aeronave por causa do covid-19.

"Os voos com os pilotos de teste da FAA podem começar já amanhã, avaliando as mudanças propostas pela Boeing no sistema de controle de voo automatizado do 737 Max. Espera-se que os testes levem vários dias e incluirão uma ampla variedade de manobras de voo e procedimentos de emergência para permitir que a agência avalie se as mudanças atendem aos padrões de certificação da FAA", afirmou a Boeing. A carta da FAA ao Congresso descreve as próximas etapas no processo de liberação após os voos de teste, que incluem a avaliação de requisitos mínimos de treinamento de pilotos e outros processos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA