Air Europa dobrará o número de voos na América Latina

|


Divulgação
Até o final de 2020, a companhia vai aumentar em 72% a oferta de assentos
Até o final de 2020, a companhia vai aumentar em 72% a oferta de assentos
Como parte do seu plano de retomada das rotas internacionais, a Air Europa vai duplicar o número de voos na América Latina até o final de 2020, com ampliação das frequências e incorporação de novos destinos, aumentando em 72% a oferta de assentos. A retomada progressiva acontece desde junho, quando a companhia voltou com os voos na Europa, onde atualmente conta com 25 destinos.

No Brasil, a Air Europa já voa com duas frequências semanais entre São Paulo e Madri desde julho e, a partir de 16 de dezembro, soma mais uma operação com a rota Salvador-Madri duas vezes por semana, com o Boeing 787 Dreamliner. Já em março de 2021, quando planeja concluir a retomada de todas as rotas internacionais, volta a operar em Fortaleza e Recife, com um voo semanal para Madri. Para atender à demanda brasileira, a companhia firmou acordos com a Gol e a Azul, além de oferecer uma política de flexibilidade que permite alteração gratuita sem cobrança de multa, apenas diferença tarifária (caso houver).

Além das operações no Brasil, em novembro a aérea retorna para Bogotá e Medelín, na Colômbia; Caracas (Venezuela) e Havana (Cuba), além de aumentar para três frequências semanais em Santo Domingo (República Dominicana) e duas em Quito e Guayaquil, no Equador. Em dezembro, ela planeja ter 18 dos 23 destinos americanos operando, com o retorno das operações em Miami, Panamá e Punta Cana, além do aumento das frequências em Bogotá (Colômbia), Havana, Buenos Aires, Lima (Peru) e Santa Cruz (Bolívia). Já em março, também volta a operar em Nova York e Cancun.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA