Governo assina decreto para estatizar Alitalia

|

Wikicommons
Italia Transporto Aereo ou Alitalia Ita será a nova designação oficial da empresa de bandeira da Itália, que, depois de uma gestão com participação da Etihad (que chegou a ter 49% da empresa), volta a ser estatal. O decreto foi assinado na sexta-feira pelo governo italiano, e o programa de reestruturação deve custar três bilhões de euros aos cofres italianos.

O anúncio foi feito pelos ministros da Economia, Indústria, Transportes e Trabalho, mostrando que há um esforço conjunto e coordenado do governo para que a companhia volte a voar reestruturada e mais forte. Há um prazo de 30 dias para apresentação do primeiro plano emergencial ao Parlamento italiano. A nova companhia, com Francesco Caio como presidente e Fabio Lazzerini como CEO, deve ser lançada oficialmente em 2021.

A empresa deve continuar com o modelo de full service, incluindo rotas internacionais. A previsão de retorno ao Brasil, depois da suspensão por causa da pandemia, é dezembro. A companhia é dirigida no País por Nelson de Oliveira, que comemorou a nova fase da empresa. Também em dezembro a empresa planeja voltar à Argentina.

Essa foi a terceira intervenção do governo na Alitalia em apenas dez anos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA