Gol transporta 1,6 milhão em novembro, com 369 voos diários

|


Emerson Souza
Paulo Kakinoff, presidente da Gol, na apresentação do Boeing Max, aeronave que voltou à ativa neste mês após aprovação da Anac
Paulo Kakinoff, presidente da Gol, na apresentação do Boeing Max, aeronave que voltou à ativa neste mês após aprovação da Anac
A Gol operou 369 voos por dia em novembro, aumentando as operações em aeroportos prioritários como Congonhas, Santos Dumont e Salvador. A companhia, que transportou 1,6 milhão de passageiros no período, garante que permanece disciplinada na manutenção do equilíbrio entre oferta e demanda para reforçar sua liderança no tráfego de passageiros do Brasil.

Os sinais de retomada continuam sendo mostrados pela Gol no mercado doméstico. Em novembro, a demanda para os voos da companhia cresceu 5% sobre o mês anterior, embora a oferta tenha sido reduzida em 3% no mesmo período comparativo. A taxa de ocupação da Gol foi 84,5%.

No entanto, os números ainda estão longe dos patamares pré-pandemia. As pouco mais de 11 mil decolagens em novembro de 2020 são 49,1% do volume de novembro de 2019. O número de assentos oferecidos também caiu pela metade: 1,94 milhão em novembro de 2020 contra 3,88 milhões em novembro de 2019. Os 1,6 milhão de passageiros transportados em novembro também representam queda similar, em 47,5%.

No acumulado do ano, de janeiro a novembro de 2020, a Gol caiu 53,2% em decolagens, 54% em assentos oferecidos e 55,3% em passageiros transportados na comparação com o mesmo período em 2019.

Em novembro de 2020 a Gol não operou voos internacionais.

Os dados são resultados prévios do tráfego mensal da Gol. Clique aqui para acessar o documento completo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA