British firma parceria para produção de combustível sustentável

|


Wikicommons
A parceria faz parte do compromisso da aérea em reduzir a zero as emissões de carbono até 2050
A parceria faz parte do compromisso da aérea em reduzir a zero as emissões de carbono até 2050
A British Airways vai abastecer voos futuros com combustível de aviação sustentável produzido a partir de etanol sintético, como parte de uma nova parceria com a empresa de combustível sustentável LanzaJet. O acordo inclui a construção de uma fábrica para a produção do combustível na Geórgia (EUA), que começará a ser erguida ainda este ano. Posteriormente, a aérea pretende implementar a tecnologia de produção também no Reino Unido. A expectativa é de que o combustível esteja disponível para abastecer vários voos da aérea até o final de 2022.

O combustível sustentável proporcionará uma redução de mais de 70% nas emissões pela empresa de gases que causam o efeito estufa. O desenvolvimento e o uso de combustíveis sustentáveis é um dos principais focos da British Airways e faz parte do seu compromisso em reduzir a zero as emissões de carbono até 2050. O International Airlines Group, empresa controladora da British Airways, investirá US$ 400 milhões em combustível de aviação sustentável nos próximos 20 anos.

"Apesar da crise na aviação global, é vital para o nosso futuro que continuemos a enfrentar as mudanças climáticas e permanecemos focados em fazer a nossa parte para reduzir o impacto no planeta. O progresso do desenvolvimento e implantação comercial de combustível de aviação sustentável é crucial para descarbonizar a indústria e esta parceria com a LanzaJet mostra a evolução da British Airways nessa jornada para alcançar zero emissões de carbono", disse o CEO da companhia aérea, Sean Doyle.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA