United Airlines cria programa incentivando combustível sustentável

|


Divulgação
A United Airlines acaba de lançar o programa Eco-Skies AllianceSM, que pretende incentivar a utilização de combustíveis mais sustentáveis para a aviação. Na iniciativa, em parceria com mais de uma dezena de líderes corporativos globais, a companhia aérea comprou aproximadamente 3,4 milhões de galões de combustível de aviação sustentável (SAF) para usar em suas aeronaves.

Com o material, a companhia já estima que consiga reduzir em quase 80% a emissão de poluentes na comparação com o combustível de aviação convencional. O SAF, segundo esclarece o comunicado da companhia, é suficiente para eliminar aproximadamente 31 mil toneladas de emissões de gases de efeito estufa, ou o suficiente para transportar passageiros por mais de 350 milhões de quilômetros.

No comunicado em que informa sobre a iniciativa, a United também cita as empresas parceiras e lembra que elas têm se tornado lideranças em seus respectivos setores no quesito sustentabilidade. São elas: Autodesk, Boston Consulting Group, CEVA Logistics, Deloitte, DHL Global Forwarding, DSV Panalpina, HP Inc., Nike, Palantir, Siemens e Takeda Pharmaceuticals.

“Embora tenhamos feito parceria com empresas durante anos para ajudá-las a compensar suas emissões em voo, aplaudimos aquelas que estão participando do Eco-Skies Alliance por reconhecerem a necessidade de ir além das compensações de carbono e apoiarem voos com tecnologia SAF, o que nos levará a um suprimento mais acessível e, finalmente, diminuir as emissões”, comenta o CEO da United, Scott Kirby. "Esse é apenas o começo. Nosso objetivo é adicionar mais empresas ao programa Eco-Skies Alliance, adquirir mais SAF e trabalhar com todas as indústrias para encontrar outros caminhos inovadores para a descarbonização”, complementa.

A United reitera que foi a companhia aérea responsável pelo maior investimento individual em SAF e comprou mais combustível sustentável do que qualquer outra empresa de aviação do mundo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA