United promove diversidade em programa de formação de pilotos

|


Reprodução/United Aviate Academy
A escola de pilotos da companhia planeja formar cerca de 2.500 mulheres e pessoas negras até 2030
A escola de pilotos da companhia planeja formar cerca de 2.500 mulheres e pessoas negras até 2030
Nesta terça-feira (6), a United Airlines começa a aceitar inscrições para a sua escola de voo United Aviate Academy, que visa treinar cinco mil novos pilotos até 2030, dos quais metade serão mulheres e pessoas de cor (expressão usada nos Estados Unidos para todos os não brancos, o que inclui pretos, latinos, asiáticos, nativo-americanos, entre outros). Apoiada por bolsas de estudos da United Airlines e JPMorgan Chase, a United Aviate Academy criará oportunidades para milhares de estudantes seguirem carreira como pilotos de avião comercial.

"Na próxima década, a United treinará cinco mil pilotos que terão um emprego garantido na companhia, depois de completarem os requisitos do programa Aviate, e o nosso plano é que metade deles sejam mulheres e pessoas de cor", disse o CEO da United Airlines, Scott Kirby. "Estamos entusiasmados com o fato de que o JPMorgan Chase concordou em apoiar nosso trabalho para diversificar nossa equipe de pilotos e criar oportunidades para milhares de mulheres e pessoas negras que desejam seguir carreira na aviação", ressaltou.

"Estamos orgulhosos de fazer parceria com a United para apoiar a missão da Aviate Academy de permitir que milhares de pessoas realizem seus sonhos de se tornarem pilotos de linha aérea comercial. Investir neste programa se alinha diretamente com nossos esforços para promover a igualdade racial, expandindo as oportunidades de desenvolvimento de carreira e fazendo progresso significativo em um campo onde mulheres e pessoas negras são sub-representadas", disse o presidente da Chase Co-Brand Cards, Ed Olebe.

Para quebrar as barreiras financeiras, a United se comprometeu a financiar US$ 1,2 milhão em bolsas de estudo para o programa. O parceiro da companhia, JPMorgan Chase, também se comprometeu com US$ 1,2 milhão para ajudar mulheres e pessoas de cor a entrarem para a United Aviate Academy. A primeira turma de 20 pilotos começará seus estudos no terceiro trimestre de 2021, com graduação no primeiro semestre de 2022.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA