Nelson de Oliveira deixa Alitalia e assume a Eastern Airlines no Brasil

|


Arquivo pessoal
Nelson de Oliveira assume como country manager da Eastern Airlines
Nelson de Oliveira assume como country manager da Eastern Airlines
O experiente e reconhecido executivo de aviação Nelson de Oliveira, com mais de 30 anos de carreira, assume, em 21 de junho, a posição de country manager da Eastern Airlines no Brasil. Contratado pelo vice-presidente de Malha, Vendas e Serviços, Joshua Bustos, que conhece desde a primeira década dos anos 2000, Nelson de Oliveira será o responsável por implantar toda a base da empresa no País. A companhia terá voos de Belo Horizonte para Miami, Nova York e Boston, com previsão de início para os próximos meses.

Oliveira ficou quase dois anos na Alitalia, como diretor geral, e disse que foi um aprendizado muito grande, além de ter contado com uma ótima equipe no Brasil. “O mercado entre o Brasil e a Itália é o segundo mais importante para a Europa e com certeza vai voltar forte nessa retomada. As perspectivas da nova Alitalia são muito boas e só estou deixando a empresa porque a proposta da Eastern, feita pelo Joshua, é um desafio irrecusável, depois de 30 anos de atuação na Aviação e no Turismo. Montar uma empresa do zero, usando toda minha bagagem de SAA, Alatur, CWT e Alitalia, é um presente, ainda mais nesse momento de retomada”, disse ele ao Portal PANROTAS.

De acordo com ele, ver uma empresa americana nova apostando no Brasil como prioridade, escolhendo um country manager brasileiro e investindo em rotas diferentes a partir de Belo Horizonte, com uma proposta low cost moderna, é um ânimo que o mercado precisa nesse pós-pandemia.

PANROTAS / Emerson Souza
Oliveira diz que a proposta e o modelo de negócios da Eastern tornaram o convite irrecusável
Oliveira diz que a proposta e o modelo de negócios da Eastern tornaram o convite irrecusável
“A Eastern tem o Brasil como uma das prioridades globais e estou muito feliz em fazer parte dessa história nova”, afirmou Nelson de Oliveira. O executivo ficou por 25 anos na SAA, onde chegou a diretor geral Brasil, quatro anos do outro lado do balcão, na Alatur e na CWT, e quase dois anos na Alitalia, onde fica até 18 de junho, assumindo a Eastern no dia 21. Só a partir desta data ele vai cuidar da abertura da empresa, escolhendo equipe e outros detalhes da operação.

Ainda não há a definição de um substituto seu na Alitalia, mas a empresa deve anunciar em breve.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA