Gol chega a R$ 1 bilhão em receita operacional no segundo trimestre

|

Divulgação
Paulo Kakinoff, presidente da Gol
Paulo Kakinoff, presidente da Gol
A Gol Linhas Aéreas, presidida por Paulo Kakinoff, divulgou hoje dados preliminares e não auditados referentes ao segundo trimestre de 2021, quando a receita unitária de passageiro (PRASK) foi menor em aproximadamente 17%, quando comparada ao mesmo período do ano passado. A Gol espera para o período uma receita unitária (RASK) 33% inferior em relação ao 2T20. As vendas diárias encerraram o trimestre em torno de R$ 21 milhões, representando um aumento de 200% em relação ao final do primeiro trimestre de 2021. A taxa de ocupação, em 85%, é considerada pela empresa eficiente, casando a oferta com a demanda.

A Gol também estima para o segundo trimestre um prejuízo Por Ação (LPA) e Prejuízo Por Ação Depositária Americana (LPADS) de aproximadamente R$ 3,25 e US$ 1,23, respectivamente.

A margem EBITDA2 no segundo trimestre, excluindo despesas não operacionais e não recorrentes, está estimada entre 16% e 18%, uma redução em relação à margem do trimestre terminado em junho de 2020 (28%).

Já os custos unitários ex-combustíveis (CASK ex-comb.) do 2T21, excluindo despesas não operacionais e não recorrentes, deverão reduzir aproximadamente 55% em comparação ao CASK ex-combustível reportado no 2T20, principalmente devido ao número de ASKs quatro vezes maior e a apreciação de 1% do real vs. o dólar americano. Os custos unitários com combustível (CASK comb.) deverão aumentar aproximadamente 54% na comparação trimestral, principalmente devido ao aumento no preço médio do QAV em 82%, parcialmente compensado pela maior eficiência no consumo de combustível das aeronaves MAX e pela apreciação do real vs. o dólar americano.

A companhia amortizou cerca de R$ 800 milhões de dívida total no trimestre, incluindo R$ 420 milhões de dívida financeira e R$ 310 milhões de dívida com arrendamento de aeronaves. A Gola também liquidou o pagamento de R$744 milhões aos acionistas minoritários da Smiles Fidelidade S.A. A liquidez total ao final de junho/21 foi R$1,7 bilhão, composta por R$1,0 bilhão em caixa e aplicações financeiras e R$0,7 bilhão em recebíveis. Contemplando os valores financiáveis de depósitos, as fontes de liquidez da Gol Linhas Aéreas totalizam aproximadamente R$3,7 bilhões. “Isso é consistente com os patamares de liquidez da companhia ao longo da pandemia”, declara a empresa em comunicado.

OFERTA
A Gol planeja aumentar sua capacidade no 3T21, iniciado este mês, em aproximadamente 80% comparativamente ao 2T21, antecipando uma demanda sazonal mais forte.

GOL NO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2021
Rotas domésticas atendidas (média): 126 ou 87% do total de 2019
Frota operacional média: 55 aeronaves, ou 50% do total de 2019
Receita operacional líquida: R$ 1 bilhão ou 31% de 2019
Taxa de ocupação: 85,1%
Margem EBITDA: 16% a 18%
Margem EBIT: 8% a 10%
Capex: R$ 54 milhões
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA