Movida

Rodrigo Vieira   |   10/08/2021 13:49   |   Atualizada em 10/08/2021 13:50

Latam encerra 2º trimestre com liquidez de US$ 2,3 bilhões

Companhia prevê melhores perspectivas para os próximos seis meses


Reprodução/Facebook/Latam Airlines
O Grupo Latam fechou o segundo trimestre de 2021 com liquidez disponível de US$ 2,3 bilhões, US$ 1,5 bilhão em caixa e US$ 800 milhões em linha de financiamento DIP comprometida.

Apesar do impacto provocado pela pandemia na aviação, a companhia prevê melhores perspectivas para os próximos seis meses, de maneira que pretende atingir uma capacidade (ASK) acima de 50% até o fim do terceiro trimestre. Se confirmadas as previsões, o resultado representaria o nível mais alto de operação da Latam desde o início da pandemia.

No segundo trimestre, as receitas totais somaram US$ 888,7 milhões, o que implicou em uma queda de 62,5% em relação a 2019. As receitas com passageiros diminuíram 77,4%, e esse impacto foi parcialmente compensado por um aumento de 37,5% nas receitas com carga – ambos em relação ao mesmo período de 2019.

“As novas ondas da pandemia na região geraram um semestre complexo, que não nos permitiu continuar a recuperar a nossa operação como esperávamos", avalia o CEO do Grupo Lata, Roberto Alvo. "No entanto, o progresso em nosso plano de reestruturação foi positivo. Além disso, mantivemos a nossa liderança global em pontualidade, aceleramos a nossa redução de custos, lançamos os nossos planos de sustentabilidade e inclusão e garantimos que os nossos passageiros voassem com conforto e segurança. Esperamos um segundo semestre mais ativo, pensando sempre em fortalecer o grupo e cuidar dos nossos clientes."

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias