Scandinavian Airlines entra em recuperação judicial nos EUA

|

Terje Rakke/Nordic Life - Visitnorway.com
Chapter 11 permitirá que a aérea reestruture suas dívidas sob supervisão judicial enquanto segue operando
Chapter 11 permitirá que a aérea reestruture suas dívidas sob supervisão judicial enquanto segue operando
A Scandinavian Airlines (SAS) entrou com pedido de falência nos Estados Unidos, dizendo que uma greve de pilotos anunciada na segunda-feira (4) colocou o futuro da companhia aérea em sério risco. Segundo a SAS, a paralisação afetará cerca de 30 mil passageiros por dia.

De acordo com reportagem do portal E Turbo News, o pedido de Chapter 11 permitirá que a Scandinavian Airlines reestruture suas dívidas sob supervisão judicial enquanto continua operando, embora a ação trabalhista tenha impedido quase 50% de seus voos.

“Por meio deste processo, a SAS pretende chegar a acordos com as principais partes interessadas, reestruturar as obrigações de dívida da empresa, reconfigurar sua frota de aeronaves e emergir com uma injeção de capital significativa”, disse a aérea em comunicado.

A companhia entrou com pedido de proteção judicial contra falência para levar adiante o programa de reestruturação 'SAS Forward', destinado a transformar a empresa em uma operação sustentável.

Os registros do Chapter 11 da SAS nos EUA mostram que os empréstimos governamentais e os títulos híbridos constituem as reivindicações de credores sem garantia mais significativas contra a empresa.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA