NOVAS ROTAS

A321LR faz 1º voo transatlântico, e atuará em longas rotas

Airbus
A321LR chega ao aeroporto JFK, em Nova York, após cruzar o Atlântico pela primeira vez
A321LR chega ao aeroporto JFK, em Nova York, após cruzar o Atlântico pela primeira vez
A família A320 da Airbus atingiu mais uma fase importante em sua história, que marca sua entrada em um concorrido mercado internacional: as rotas transatlânticas. O novo modelo A321LR (Long Range ou longo alcance, em português), que no começo do mês realizou com sucesso seu primeiro teste, completou, nesta semana, seu voo inaugural sobre o Atlântico, em rota entre Paris (CDG) e Nova York (JFK).

Contando com a maior autonomia entre as aeronaves de corredor único – de quatro mil milhas náuticas, algo próximo a 7,4 mil quilômetros – o A321LR, ao completar seu primeiro voo transatlântico, comprova sua “habilidade de servir novos mercados e operar as concorridas rotas sobre o Atlântico norte com os melhores níveis de eficiência e conforto”, de acordo com a fabricante francesa.

O longo alcance do modelo, com capacidade que pode chegar aos 250 passageiros, permite operar rotas como, por exemplo, Nova York-Paris, Lisboa-Recife, Dubai-Pequim, Kuala Lumpur-Tóquio e Cingapura-Sydney.

Segundo o site Business Traveller, a Airbus já teria recebido mais de 100 pedidos para a A321LR; entre as aéreas que fizeram o a encomenda estão a Norwegian, a Air Transat, a Aer Lingus e a The Compagnie.

O voo transcontinental desta semana faz parte das 100 horas de testes de voo que a aeronave precisa realizar para receber as certificações Easa e FAA para voar, algo que deve acontecer no segundo trimestre, com início das operações previstas para acontecer até o final deste ano.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA