EUA dobram multas para pessoas sem máscara em aviões

|

Divulgação
A Administração de Segurança do Transporte (TSA) dobrou as multas para infratores primários que não usam máscaras e decretou que os infratores reincidentes podem enfrentar multas de até US$ 3 mil. A Casa Branca justifica que está determinando multas mais altas para "garantir que os requisitos de mascaramento permaneçam em vigor nos outros meios de transporte enquanto continuamos a batalha contra a covid-19".

A TSA disse que as novas multas serão entre "US$ 500 e US$ 1 mil para primeiros infratores e entre US$ 1 mil e US$ 3 mil para segundos infratores". Biden disse a repórteres na Casa Branca que "o TSA dobrará as multas sobre os viajantes que se recusarem a colocar máscara. Se você quebrar as regras, esteja preparado para pagar. E, a propósito, mostre algum respeito".

No mês passado, a TSA estendeu os requisitos para que os viajantes usem máscaras em aviões, trens e ônibus e em aeroportos e estações de trem até 18 de janeiro para lidar com os riscos contínuos do covid-19. Os regulamentos foram definidos para expirar em 13 de setembro. O administrador do TSA, David Pekoske, disse que "dobrando o alcance das penalidades, buscamos reforçar a importância da adesão voluntária".

A TSA aponta que as operadoras de toda a rede de transporte relataram mais de quatro mil incidentes relacionados à máscara facial.

As informações são da Reuters.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA