TECNOLOGIA

Demanda aérea doméstica sobe 2,6%; inter cresce 16,2%

Pixabay
A Gol mantém a liderança em passageiros transportados no Brasil; já a Latam liderança em voos para fora do País
A Gol mantém a liderança em passageiros transportados no Brasil; já a Latam liderança em voos para fora do País
A demanda por viagens domésticas no Brasil subiu 2,59% em setembro deste ano, revelou hoje a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Essa alta é registrada quando comparada com o mesmo período de 2017.

No mesmo recorte, a oferta cresceu 5,52% pelas companhias aéreas brasileiras. O acréscimo de volume resultou em uma retração de 2,3% no fator de aproveitamento (load factor), avaliado 80,7% no nono mês do ano.

Ao todo, foram transportados 7,6 milhões de passageiros em voos domésticos nessa época, complementa a entidade. O market share das empresas é o seguinte: Gol (34,65%), Latam (32,54%), Azul (19,28%) e Avianca (13,53%).

DE JANEIRO A SETEMBRO

No acumulado do ano, em comparação com o mesmo período de 2017, a aviação doméstica registra aumento de 4,51% na demanda, enquanto a oferta subiu 4,88%. Com isso, o fator de aproveitamento teve uma baixa retração, de 0,29 ponto percentual, alcançando 80,77%.

Ao somar os nove meses de 2018, já são mais de 68,7 milhões de viagens domésticas feitas de Norte a Sul, incremento de 3,7% ante o ano anterior. Em outros números, isso significa um alavancamento de 2,4 milhões de viajantes transportados em voos domésticos a mais do que em 2017.

A participação do mercado doméstico fica em: Gol (35,78%), Latam (31,85%), Azul (18,7%) e Avianca (13,66%)

TERMÔMETRO DO INTER

A demanda por viagens internacionais cresceu 16,02% em setembro quando comparada com o mesmo período do ano anterior, revela a Abear. Já a oferta obteve alta ainda mais expressiva: 22,28%.

A desproporção entre disponibilidade e ocupação de assentos registrou baixa de 4,38 pontos percentuais no fator de aproveitamento, caindo para 81,16% no mês em questão. A ligação entre Brasil e Exterior cresceu 8,23%, somando 765,5 mil viajantes transportados.

A participação em voos internacionais apresenta um dado curioso. Entre as empresas brasileiras, a Gol foi a última, com apenas 8,58%. Já a Latam manteve a liderança com folga (69,01%), seguida por Azul (12,98%) e Avianca (9,42%)

A soma do ano revela um aumento de 15,68% na demanda internacional quando colocada lado a lado com o acumulado de 2017. A oferta apresenta uma expansão de 19,44%, afirmou a Abear.

O load factor entre janeiro e setembro é 82,51% (-2,68%). As empresas brasileiras transportaram 773 mil passageiros a mais para o Exterior do que em 2017, chegando a 6,9 milhões de viagens realizadas nesse período, alta de 12,49%.

O share das companhias no acumulado do ano fica assim: Latam (68,71%), Azul (15,07%), Gol (9,25%) e Avianca (6,97%).

TRANSPORTE DE CARGAS

As empresas Avianca, Azul Gol e Latam Cargo transportaram 32,7 mil toneladas de carga no mercado doméstico em setembro (+11,18%) e 24,4 mil toneladas para o Exterior (+27,9%).

Nos nove meses de 2018, o transporte de cargas chegou a 283,2 mil toneladas em voos nacionais (+13,47%) e 209,9 mil toneladas em serviços internacionais (+31,23%).

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora