Planos de voos no Brasil passam a ter controle único no Decea

|


Divulgação
O sistema de centralização de planos de voo foi desenvolvido em conjunto com a Atech, uma empresa do grupo Embraer
O sistema de centralização de planos de voo foi desenvolvido em conjunto com a Atech, uma empresa do grupo Embraer
O Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), por meio da CISCEA (Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo), concluiu a implementação de um novo sistema de gerenciamento do espaço aéreo brasileiro. A Centralização de Planos de Voo, desenvolvida em conjunto com a Atech, uma empresa do Grupo Embraer, é responsável pela unificação do trâmite de todos os planos de voos em território nacional. O sistema entrou em operação neste último domingo (11).

O departamento explica que o objetivo do projeto é a padronização de um caminho único para todas essas mensagens que visam à utilização do espaço aéreo brasileiro, buscando uma validação ainda mais segura e automatizada. Essa validação, segundo elucidam os desenvolvedores, acontece por meio do Sigma (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos) – também desenvolvido pela Atech.

A centralização é o que pode garantir planejamentos mais estratégicos, precisos e seguros para todos os envolvidos em operações de voos pelo País.

Para o Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues, diretor geral do Decea, “a adoção da centralização das intenções de voo no Brasil no CGNA (Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea) é uma ação de extrema relevância, garantindo a confiabilidade e a disponibilidade do sistema 24 horas por dia, o que reforça a visão do Departamento em ser reconhecido como referência global em segurança, fluidez e eficiência no gerenciamento e controle integrado do espaço aéreo”, afirma.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA