Belvitur lança empresa de táxi aéreo e coworking para Turismo; saiba mais

|

Divulgação
Hangar da Belvitur Air já está pronto no Aeroporto da Pampulha
Hangar da Belvitur Air já está pronto no Aeroporto da Pampulha
O Grupo Belvitur, com sede em Belo Horizonte, e dirigido por David e Marcelo Cohen, quer sair da crise da covid-19 com mais produtos e empresas em seu portfólio de Turismo.

Em entrevista ao Portal PANROTAS, Marcelo Cohen falou da empresa de táxi aéreo Belvitur Air, já com hangar pronto no Aeroporto da Pampulha (em Belo Horzonte), e aguardando as autorizações da Anac; sobre o coworking B Club, também em BH e exclusivo para profissionais de Turismo, que poderão usar as condições da Belvitur; e ainda dos investimentos em startups e fintechs no Turismo.

“Na Belvitur, crise é momento de cortar custos e rever processos sim, mas também de investir, ver as oportunidades e como podemos fazer as coisas de uma melhor forma. Não estamos parados no sofá”, disse ele, que reduziu em 10% o quadro de funcionários na crise (cerca de 45 colaboradores).

BELVITUR AIR
Divulgação
Segundo Cohen, a ideia de investir em uma empresa de táxi aéreo não nasceu na crise. Em janeiro ele já havia comprado o hangar no Aeroporto da Pampulha e ele já está pronto, com rampa, sala vip, quarto de pilotos e toda a estrutura de operação e atendimento. A empresa já pediu as autorizações na Anac para operar como táxi aéreo, um mercado que ele acredita que estará em alta na retomada, especialmente por conta dos viajantes corporativos e do lazer de luxo.

A Belvitur Air começa com oito aeronaves, na linha de jatos executivos, indo de seis a 14 lugares, ou de um Cessna Citation CJ1 a um Gulfstream.

A empresa está pronta para começar a operar e depende apenas do ok da Anac.

COWORKING
Emerson Souza
Marcelo Cohen, diretor da Belvitur
Marcelo Cohen, diretor da Belvitur
De olhos nos profissionais que estão perdendo seus empregos e nas empresas de pequeno e médio portes que precisam de custos menores e melhores condições com fornecedores para enfrentar a crise e se sair bem na retomada, Marcelo Cohen antecipou em quase dois anos o projeto de lançar um coworking para o Turismo.
No B Club, no bairro de Lurdes, na capital mineira, haverá 80 posições de trabalho, auditório para treinamentos, salas de reuniões, espaço de descompressão, além de toda a estrutura de tecnologia e suporte e, a cereja do bolo, acesso às condições da Belvitur com fornecedores.

“É um coworking 100% focado em Turismo, que lançaríamos só em 2022. Queremos trazer o agente de viagens, o consultor, o vendedor de lazer e até prestadores de serviço para agências e empresas de Turismo. Eles pagam um fee para usar o espaço físico do B Club e também um percentual das vendas, usando todas as condições e estrutura Belvitur”, explica Marcelo.

Os profissionais interessados devem ter um registro jurídico empresarial mínimo (tipo MEI) para assinar contrato com o B Club. “Muitos profissionais bons estão perdendo emprego na crise e daremos condições para atenderem ainda melhor seus clientes. E para as empresas que querem ser mais competitivas, com menor custo e melhores acordos com fornecedores, também seremos uma ótima opção”, continua.

MAIS AÇÕES
Por falar em condições da Belvitur, Marcelo Cohen diz que está realizando compra antecipada de lugares em companhias aéreas e hotéis, especialmente para o mercado corporativo e de lazer. Segundo ele, o luxo, o lazer doméstico e as viagens de negócios devem comandar a retomada, com o internacional aparecendo somente em 2021. Conservador nas apostas, ele acredita que deve fechar o ano com 50% do movimento pré-crise, com os 100% chegando apenas no final do ano que vem.

“Esperamos retomar os trabalhos na Belvitur em julho. Se for antes, melhor, mas preferimos ser cautelosos”, resume.

COMPRA DE EMPRESAS
Enquanto isso, a Belvitur contará também com recursos próprios para investir em startups e fintechs de Turismo, e ainda para avaliar a compra de outras empresas na indústria. “Há boas oportunidades no momento e estamos avaliando”, finalizou Marcelo Cohen.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA