Bahamas diz que voos fretados e iates dos EUA são permitidos

|

Divulgação/ Atlantis Paradise Island
O governo das Bahamas, via primeiro ministro Hubert Minnis, proibiu voos e embarcações comerciais de passageiros dos Estados Unidos, devido ao aumento dos casos de covid-19 no destino, após a reabertura das fronteiras em 1º de julho. Mas o escritório de representação do destino na América Latina esclarece que aviões fretados e iates privados, e de lazer, serão permitidos.

Os passageiros, nesse caso, depois de fretarem o avião ou o barco, terão de preencher o visto internacional on-line e apresentar exame negativo para covid-19, feito no máximo dez dias antes da viagem. O banimento é para voos e barcos comerciais de passageiros.

Os voos do Canadá, Reino Unido e União Europeia continuam permitidos. “As Bahamas infelizmente experimentaram uma deterioração das condições relativas à covid-19. Essas restrições foram necessárias para proteger a saúde e bem-estar dos moradores e visitantes, o que continua sendo o mais importante, e prevenir que o vírus se espalhe pelas Bahamas”, diz o comunicado do destino. A reabertura das fronteiras continuará a ser monitorada pelas autoridades.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA