Alemanha reabre para brasileiros vacinados neste domingo (22)

|

A Alemanha estará aberta para brasileiros completamente vacinados a partir deste domingo, 22 de agosto. Segundo informações do Robert Koch Institut, o Brasil não é mais considerado uma área de variantes do coronavírus e passou a ser uma área de alto risco, o que permite a entrada de viajantes do País imunizados com as doses aprovadas por lá.

Pixabay/Pexels
Alemanha reabre para brasileiros vacinados neste domingo (22)
Alemanha reabre para brasileiros vacinados neste domingo (22)
De acordo com o site da Representação da República Federal da Alemanha no Brasil, a partir do dia 22, as pessoas com vacinação completa contra o coronavírus SARS-CoV-2 e que foram imunizadas com uma das vacinas listadas no site do Paul-Ehrlich-Instituts (PEI), em princípio, poderão novamente viajar do Brasil para a Alemanha para fins de visitas e Turismo. Uma ampliação abrangendo outras vacinas com um padrão de proteção comparável (como a CoronaVac, que ainda não foi listada) está prevista assim que os testes necessários forem concluídos.

Caso já tenham se passado no mínimo 14 dias da data da última dose da vacina ou da dose única, esses viajantes deverão realizar o registro digital de entrada e apresentar o comprovante de vacinação. O documento poderá ser exigido pela Polícia Federal alemã ou pela autoridade competente no momento do controle de fronteira. Passageiros que viajarem de avião devem apresentar os comprovantes à companhia aérea antes do início da viagem.

A diretora de Vendas da Lufthansa para o Brasil, Annette Taeuber, que está neste momento na Alemanha, recebeu algumas informações e está aguardando detalhes sobre a medida. “Existe esta informação, porém ainda há detalhes a verificar, já pedi mais explicações. Além disso, tanto na Suíça quanto na Alemanha o comércio, hotéis e restaurantes estão funcionando a pleno vapor”, contou ao Portal PANROTAS.

VACINAS
São considerados totalmente vacinados passageiros que tenham sido imunizados há no mínimo 14 dias com as duas doses (ou dose única, se for o caso) das vacinas aceitas pelo Paul-Ehrlich-Institut, a saber:

- BioNTech/Pfizer
- Moderna
- AstraZeneca
- Janssen/Johnson & Johnson


Tais passageiros deverão apresentar o comprovante de vacinação (impresso ou digital) no momento do check-in nos idiomas Inglês, Alemão, Espanhol, Italiano ou Francês. Certificados em Português não serão aceitos, contudo é possível gerar uma versão em Inglês do certificado nos aplicativos ConecteSUS ou Poupatempo Digital (SP).

No certificado devem constar:

- Nome, sobrenome e data de nascimento do passageiro
- Data da vacinação e número de doses aplicadas
- Nome da vacina aplicada
- Nome da doença-alvo da vacina
- Indicadores da pessoa ou instituição responsável pela realização da vacinação ou pela emissão do certificado, por exemplo, o logotipo ou nome da instituição

Além disso, os passageiros deverão preencher o formulário digital DEA – Digital Electronic Form.

Passageiros recuperados da COVID-19 e que já tenham recebido uma dose do imunizante também são considerados "totalmente vacinados". Nestes casos, além do certificado de vacinação com uma dose aplicada, é necessário apresentar resultado de teste positivo para a COVID-19, impresso ou digital, dos tipos PCR, LAMP ou TMA emitido entre 28 dias e 6 meses antes da data de ingresso na Alemanha.

Passageiros que ainda não completaram 12 anos de idade e que ainda não foram vacinados estão autorizados a entrar na Alemanha desde que acompanhados por pelo menos um de seus pais que já esteja totalmente vacinado.

Demais passageiros continuam com restrições de entrada na Alemanha, com exceções previstas em lei.

CONEXÃO
Desde o começo do mês passageiros provenientes do Brasil podem realizar trânsito na Alemanha em direção aos seu destino final. A grande novidade é que, com a mudança de categoria do Brasil anunciada hoje, passageiros provenientes do Brasil voltam a ter permissão para realizar trânsito na Alemanha com destino final na China Continental a partir de 22 de agosto.

Atualizada às 17h.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA