Testes PCR de turistas do Reino Unido totalizaram mais de £1 bilhão

|

Unsplash/Mafid Majnun
Uma nova análise de dados feita pela PC Agency mostra que turistas do Reino Unido pagaram pelo menos 1,1 bilhão (quase R$ 8 bilhões) de libras em testes PCR obrigatórios para viagens internacionais neste verão europeu. O estudo sugere que pelo menos cinco milhões de pessoas com mais de 12 anos voaram da Europa para o Reino Unido entre 17 de maio, quando o sistema de semáforos foi instalado, e o início de setembro.

A maioria eram famílias britânicas que voltavam das férias de verão, de acordo com a pesquisa, com quase todas as pessoas com 12 anos ou mais tendo que fazer pelo menos um teste de PCR a uma média estimada de 93 (quase R$ 700) libras. Uma média de 2,3 testes PCR foram feitos por chegada, o que significa que 11,5 milhões de testes já foram feitos por passageiros em voos da Europa. O total pode ser superior, uma vez que a análise não inclui voos de fora da Europa ou chegadas em balsas ou trem.

“Esta indústria bilionária cresceu rapidamente, sem supervisão ou regulamentação clara. Todo um verão se passou com os consumidores sendo roubados com testes de que não precisam a preços altíssimos”, afirmou o presidente-executivo da PC Agency, Paul Charles, ao Travel Weekly. A indústria do Turismo britânica diz que o regime de testes do governo para viagens ao exterior “precisa ser revisto com urgência”.

As informações são do portal Travel Weekly.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA