Para CEO da Dubai Airports, passaporte de saúde é única alternativa

|

Em uma entrevista para a BBC, o CEO da Dubai Airports – que tem o aeroporto mais movimentado do mundo para passageiros internacionais –, Paul Griffiths, disse que os passaportes de saúde são a única maneira de reiniciar as viagens internacionais em massa.

Divulgação/Dubai Airports
Paul Griffiths, CEO da Dubai Airports
Paul Griffiths, CEO da Dubai Airports
Para alguns críticos dos sistemas digitais, o argumento é que um documento do tipo discriminaria aqueles que não podem ser vacinados. Mas Griffiths diz ser um defensor completo do passaporte de saúde, com ele sendo algo "inevitável".

De acordo com a publicação, a OMS e o WTTC estão entre aqueles que se opõem aos passaportes para vacinas em meio ao temor de que eles criem uma "sociedade de duas camadas".

O ano de 2020 foi o sétimo ano consecutivo de Dubai como o aeroporto mais movimentado do mundo para viajantes de fora, tendo ultrapassado o London Heathrow em 2014. Um recorde de 86,3 milhões de pessoas passaram por lá em 2019, mas, com a pandemia paralisando os voos, esse número caiu 70%, indo para 25,8 milhões no ano passado.

Para Dubai, um centro do Oriente Médio que desempenha um papel fundamental na união do Oriente e do Ocidente, as viagens aéreas são a chave para reparar os danos. Portanto, o país é bastante dependente do Turismo, com pelo menos 35% do PIB se baseando na capacitação de viagens.


*Fonte: BBC

conteúdo original: https://bbc.in/33RJU2I
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA