FBHA incentiva ações e práticas do Turismo Sustentável

|


PANROTAS / Emerson Souza
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
No Brasil, viajar no fim do ano, seja com a família, amigos ou até mesmo sozinho, é quase uma tradição. Há, inclusive, cidades como Foz do Iguaçu (PR), que tiveram a capacidade hoteleira para a virada esgotada já em setembro de 2021. Devido às comemorações e temporada de férias, existem projeções que indicam um aquecimento do setor neste período. Porém, a descoberta da nova variante ômicron do coronavírus, considerada preocupante pela Organização Mundial de Saúde (OMS), requer buscar novas alternativas de atrair o público sem ferir as normas sanitárias de proteção.

Dentre essas alternativas, surgiu o Turismo sustentável, uma maneira de conhecer lugares, respeitando a cultura, as pessoas e, principalmente, o meio ambiente. É uma forma de beneficiar regiões que possuem forte Turismo, mas tentando reduzir os impactos negativos da pandemia nestes destinos.

“O Turismo é essencial para algumas regiões brasileiras, pois gera emprego e renda para a população local. O Brasil possui grande riqueza natural, sendo um dos países com a maior biodiversidade, é possível incentivar o turismo promovendo a sustentabilidade, obedecendo às normas sanitárias e o uso responsável dos recursos naturais”, pontua o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio.

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), em 2015, 10% dos turistas em todo o mundo buscaram o Turismo ecológico. O faturamento anual do eco-turismo, em nível mundial, é estimado em US$ 260 bilhões. O Brasil participa dessa conta com cerca de US$ 70 milhões.

Segundo a FBHA, o Turismo sustentável tornou-se um forte aliado para a economia do setor de hospedagem e alimentação fora do lar, pois atrai turistas para lugares pouco frequentados, trazendo conforto para quem deseja afastar-se da movimentação das grandes cidades e fugir das aglomerações, principalmente pela época de pandemia e novas variantes.

Dicas para desfrutar do Turismo sustentável
1. Respeite a cultura local acima de tudo;
2. Procure por iniciativas que valorizem a experiência;
3. Preserve o meio ambiente em pequenos gestos;
4. Reavalie suas possibilidades de transporte;
5. Priorize sempre a economia local incentivando os comerciantes;
6. Dê preferência para estabelecimentos sustentáveis;
8. Repense a visita a lugares que violam direitos básicos;
7. Pratique o voluntariado, mas de forma consciente.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA