COMER E BEBER

Estrangeiros aprovam gastronomia da região Centro-Oeste


Pablo Regino/MTur
Famoso empadão goiano
Famoso empadão goiano
A grande maioria dos turistas estrangeiros que visitaram Estados do Centro-Oeste e o Distrito Federal em 2018 aprovou a gastronomia da região, com um índice de 96,9%. A constatação é da Demanda Turística Internacional no Brasil, estudo encomendado pelo Ministério do Turismo à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A culinária teve maior destaque em Goiás e no Mato Grosso do Sul, onde 98% e 97,2% dos visitantes, respectivamente, avaliaram positivamente o item.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que a gastronomia, a exemplo da oferecida no Centro-Oeste, é um dos principais itens observados pelo MTur para desenvolver a competitividade do setor. “Temos visto, ano após ano, que a culinária brasileira tem tido cada vez mais aprovação de turistas estrangeiros. Diante disso, temos trabalhado para transformar a nossa culinária em referência na hora de vender o destino Brasil e estimular o que o País tem de melhor nessa área”, destaca.

No Distrito Federal e em Goiás, os norte-americanos foram os principais turistas estrangeiros em 2018. Já no Mato Grosso do Sul, os nossos vizinhos bolivianos representaram uma importante parcela dos visitantes no estado. Todas as 3 Unidades Federativas (UFs) da região avaliadas no estudo do MTur tiveram o ecoturismo como o principal motivo de visitas internacionais.

Entre os destinos líderes em procura para lazer, as cidades mais visitadas foram Alto Paraíso de Goiás, Bonito (MS), Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Goiânia (GO). A maioria se hospedou em casas de amigos e parentes, com um índice superior a 45%, enquanto hotéis, flats e pousadas responderam por índices de 16,8% a 37,7% das escolhas.

Mais de 93,6% dos turistas estrangeiros que estiveram no Centro-Oeste manifestaram intenção de retornar ao Brasil, sendo que pelo menos 66,5% deles já haviam estado no País anteriormente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA