Festival FEMUSC acontece este mês e espera atrair 150 mil pessoas

|

Divulgação/Cesar Castro
O festival pretende capacitar artistas e valorizar a cultura brasileira
O festival pretende capacitar artistas e valorizar a cultura brasileira
O Festival Internacional FEMUSC espera alcançar um público de cerca de 150 mil pessoas no evento deste ano, que voltará ao formato presencial e manterá a transmissão ao vivo por meio do canal do Youtube e redes sociais do festival, como nas últimas edições. O evento acontece em Jaraguá do Sul (SC) de 16 a 29 de janeiro. Serão disponibilizados 16.410 ingressos gratuitos, que devem ser reservados com pelo menos 48 horas de antecedência e retirados na bilheteria do Centro Cultural Scar. Haverá também apresentações em espaços públicos, como as praças da cidade.

Do total de músicos do FEMUSC, entre professores e participantes, cerca de 80% são brasileiros, seguidos por profissionais dos Estados Unidos, Canadá, França, Costa Rica, Inglaterra, Espanha e Argentina. Assim como edições anteriores, são aguardados visitantes da Argentina, Bolívia, Bulgária, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Honduras, Paraguai, Peru e Venezuela.

O objetivo do festival é promover uma experiência musical que capacite, integre artistas e valorize a cultura brasileira. “Nossa programação é extensa e é fundamental que os músicos, principalmente os estrangeiros, vivam nossa brasilidade. O festival, que este ano comemora o bicentenário da independência e semana da arte moderna de 22, vai muito além das apresentações. Ele reforça nosso orgulho de ser quem realmente somos", diz o maestro ganhador do Grammy na música erudita, Alex Klein.

Além do tradicional evento anual, o FEMUSC vai ampliar o alcance e tem expectativa de formar mais de 5 mil profissionais em 2022. Segundo Klein, os músicos devem ser capacitados até o final do ano por meio de cursos on-line que serão lançados em março. As inscrições para as próximas turmas serão anunciadas no site do festival.

O FEMUSC terá 61 apresentações abertas ao público no Auditório do Centro Cultural Scar e em espaços públicos como supermercados e praças. Para garantir a segurança, o festival mantém os protocolos de segurança sanitária, com uso obrigatório de máscaras, distanciamento social, disponibilização de álcool em gel, lotação máxima de até 80% da capacidade das salas de concerto (desde que não exceda 500 pessoas), verificação de temperatura e cartazes de explicação para a correta higienização das mãos.

Divulgação/Cesar Castro
PROGRAMAÇÃO COMPLETA

SÉRIE MPB
18h30 - Pequeno Teatro do Centro Cultural SCAR
Lotação de público de 180 pessoas por espetáculo

SÉRIE MÚSICA ANTIGA
de 17 a 22 de janeiro e de 24 a 29 de janeiro
19h - Sala de Música Antiga - Centro Cultural SCAR
Lotação de público de 90 pessoas por espetáculo

MUSICALMENTE FALANDO
de 17 a 22 de janeiro e de 24 a 28 de janeiro
20h - Grande Teatro do Centro Cultural SCAR
Lotação de público de 450 pessoas por espetáculo

SÉRIE GRANDES CONCERTOS
de 16 a 22 de janeiro e de 24 a 29 de janeiro
20h30 - Grande Teatro do Centro Cultural SCAR
Lotação de público de 450 pessoas por espetáculo

SHOW DO CAFÉ
de 17 a 22 de janeiro e de 24 a 29 de janeiro
22h - no Café da SCAR
Lotação de público de 60 pessoas por espetáculo na área interna
Lotação de público de 100 pessoas por espetáculo na área externa

APRESENTAÇÃO DO FEMUSCKINHO
dia 29 de janeiro
11h - Grande Teatro do Centro Cultural SCAR.
Lotação de público de 450 pessoas por espetáculo
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA