PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Ceará investe para captar voos do Chile, Colômbia e Peru


Emerson Souza
Arialdo Pinho comemora sucesso do hub internacional de Fortaleza, já com 40 frequências semanais
Arialdo Pinho comemora sucesso do hub internacional de Fortaleza, já com 40 frequências semanais
O secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, comemora o bom momento do Turismo internacional no Estado. Respaldado em números e amparado em projeções, ele prevê muitos avanços no setor, porém admite que uma das metas atuais é manter os voos da Europa com ocupações crescentes, sobretudo as ligações de Paris e Amsterdã com a capital cearense.

O hub internacional que espontaneamente se implanta em Fortaleza não para. E as notícias de novas operações se sucedem. Chile, Colômbia e Peru poderão ser novidades no próximo ano. A captação já está em curso. E se a maioria já sabe que a Air Europa terá dois voos semanais de Madri para a capital cearense a partir de dezembro, Pinho logo complementa a informação com mais novidades. "O terceiro voo semanal da capital espanhola para Fortaleza também já foi anunciado pela Air Europa: junho de 2020".

E assim o Ceará decola rumo a uma nova era. Com ventos favoráveis, pelo visto.

PORTAL PANROTAS — Com a chegada dos dois voos semanais da Air Europa em dezembro, para Madri, o Ceará fechará o ano com quantas frequências internacionais? Para quais destinos?
ARIALDO PINHO — Ficaremos com 40 frequências semanais internacionais para Amsterdã, Buenos Aires, Caiena, Lisboa, Madri, Miami, Orlando, Paris e Ilha do Sal. A partir de junho de 2020, terá início a terceira frequência da Air Europa. E estamos aguardando o retorno dos 737 Max da Gol, para ampliarmos a malha com mais 14 voos semanais, dos quais sete para Miami e sete para Orlando. Deverão retornar até dezembro deste ano.

PP — A chegada do turista europeu já se reflete na ocupação hoteleira do Ceará?
PINHO — Sim. O Ceará registrou em agosto, conforme os últimos dados da Anac, o maior crescimento de passageiros internacionais. De janeiro a agosto de 2019, 74% visitantes estrangeiros a mais vieram ao Estado em voos diretos. São aproximadamente 200 mil turistas, especialmente dos Estados Unidos, França e Holanda. Estamos em uma crescente maior que a média nacional e que vem se mantendo. Nosso trabalho é continuar impulsionando esses números e também impressionar esse turista para que ele queira voltar e fale bem do nosso destino a familiares e amigos. O impacto é refletido não só na rede hoteleira, como em toda a cadeia ligada ao turismo.

PP — Então já pode ser considerado bom o número de franceses e holandeses que chegam a Fortaleza nos voos da Air France-KLM?
PINHO — Sim, já sentimos o aumento desde 2018. O ano fechou com a França liderando como maior mercado emissor (19,7%). A Holanda fechou o ano em quinto, com 7,3%, mas já houve aumento, conforme a última divulgação da Anac. A tendência é que esses índices cresçam, principalmente porque temos excelente ocupação desses voos. De janeiro a agosto deste ano, chegaram da França e Holanda no Ceará mais de 110 mil turistas.

PP — Com o novo e moderno terminal administrado pela Fraport, obviamente aumenta também o hub de Fortaleza. Há uma meta de voos internacionais a serem captados nos próximos anos?
PINHO — Não descartamos novas propostas de negociação, especialmente da América do Sul, mas nossa meta principal agora é trabalhar para consolidar esses voos e mantê-los com boa ocupação. Dessa forma, vamos continuar ampliando nossos bons índices no Turismo.


Ceará no Top Resa, na França (foto: divulgação)
Ceará no Top Resa, na França (foto: divulgação)

PP
— Quais os destinos internacionais que poderão ser alvo de captação de novos voos para o Ceará?
PINHO — Estamos com o mercado europeu bem amparado pelos nossos voos atuais. Então nossa meta é buscar novos voos na América do Sul, como Chile, Colômbia e Peru, por exemplo.

PP — O Ceará traz novidades da Top Resa, encerrada na sexta-feira em Paris, e onde tinha estande próprio?
PINHO — Temos focado na cultura e no artesanato do Estado, pontos de interesse do público francês. Também nos esportes náuticos. Recebemos em setembro uma equipe da Eurosport. Juntamente com kitesurfistas, fizeram uma expedição pelas praias do litoral Oeste do Ceará, mostrando todo o nosso potencial nesse esporte. E teremos dois campeonatos mundiais de modalidades diferentes de kitesurfe em novembro. Culturalmente, focamos na divulgação do centro cultural Dragão do Mar, do Museu da Unifor e da região do Cariri, com seu único geoparque da América Latina.

ANOTE
Um dos impulsionadores para que o Ceará mantenha sua agenda de crescimento internacional é o evento Matcher, que em 2020 volta a Fortaleza, com a segunda edição ocorrendo nos dias 19 e 20 de maio. Segundo Jeanine Pires, uma das sócias do evento, a meta é levar 100 compradores de todo o mundo ao evento, para conhecerem os produtos do Ceará, de todo o Nordeste e do Brasil. Saiba mais em www.travelmatcher.com.br.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA