Turismo começa a se recuperar na Grécia, Portugal e Espanha

|

De acordo com a ForwardKeys, os anúncios de governos dos países do sul da Europa, que estão reabrindo suas fronteiras e ansiosos para receber turistas na temporada de verão, provocaram um salto quase imediato nas reservas de voos internacionais para Grécia, Portugal e Espanha em julho e agosto.

Visit Greece
Santorini, na Grécia
Santorini, na Grécia
De 20 de maio a 3 de junho, o número de passagens aéreas internacionais emitidas para a Grécia aumentou efetivamente de zero para 35% em relação ao mesmo período de 2019. De 22 de maio a 3 de junho, os bilhetes para Portugal cresceram de zero a 35% e, de 23 de maio a 3 de junho, os para Espanha atingiram 30%.

Uma análise mais detalhada por tipos de viajante revela que houve um padrão de recuperação muito semelhante em todos os destinos. Os viajantes a lazer respondem pela maior parte dos novos bilhetes, mas a recuperação foi mais forte entre expatriados e pessoas que visitam amigos e parentes. Nesse nicho, as passagens aéreas para Grécia, Portugal e Espanha atingiram 89%, 87% e 54% dos níveis de 2019, respectivamente.

“Quando os governos disseram às pessoas que elas podem viajar novamente, as reservas começaram imediatamente a voltar. No entanto, considerando que deve haver uma forte demanda reprimida por férias no sul da Europa em julho e agosto, os níveis relativamente baixos de reservas, em comparação com 2019, sugerem que muitas pessoas ainda relutam em voar. Com as reservas para Grécia, Portugal e Espanha, respectivamente, 49,8%, 52% e 53,5% atrás de onde estavam no início de junho de 2019, será um desafio para qualquer um desses países resgatar suas férias de verão”, pontua o vice-presidente de insights da empresa de análises, Olivier Ponti.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA