Schultz leva agentes para um Portugal pouco explorado; veja fotos

|

Renato Machado
Aroldo Schultz, presidente da Schultz Operadora, com Selnir Alves, da Selnir Turismo
Aroldo Schultz, presidente da Schultz Operadora, com Selnir Alves, da Selnir Turismo
ÉVORA – A Schultz Operadora promove nesta semana seu famtour por Portugal. A presença de 36 agentes de viagens de sete Estados brasileiros mostra a preocupação da companhia em levar seus produtos para o maior e mais diverso número de mercados possíveis. O presidente da operadora, Aroldo Schultz, bate na tecla de que é preciso inovar nas ofertas e fugir do Turismo massificado. Ganha o viajante, explorando cidades e regiões únicas, e ganham os fornecedores locais, com o reforço econômico que essas visitas proporcionam.

"Nosso fam é feito com o apoio de hotéis, de empresas locais, da iniciativa privada de uma forma geral", afirmou Schultz. "Mas quando se fala de governo, nós apenas tivemos um pequeno apoio do Turismo de Alentejo." "O que nos deixa triste é que somos a única empresa que coloca uma rota no Alentejo. Nós estamos levando uma demanda necessária para o comércio e o Turismo local não apareceu nem para dar um abraço ou fazer uma apresentação aos agentes de viagens", completou, fazendo a ressalva e agradecendo o almoço oferecido pela entidade.

"Eu falo pela minha empresa, mas já posso dizer que muitos outros empresários portugueses também têm reclamado das entidades", disse, também incluindo o Turismo de Portugal na crítica. "O Turismo tem que deixar de ser político e ser um pouco mais comercial", finalizou.

O roteiro que os agentes experimentam neste fam começou em Lisboa e chegou em Évora. Nesta quarta-feira as vans foram ainda mais para Leste e chegaram próximo da fronteira com a Espanha, em visita ao Castelo de Monsaraz.

Veja abaixo as imagens do dia:

O Portal PANROTAS viaja a convite da Schultz Operadora
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA