Operadores vivenciam diversidade natural de Salta, na Argentina

|

Tony Maciel, especial para o Portal PANROTAS

PANROTAS/Tony Maciel
Grupo de operadores brasileiros conheceu diversas regiões e atrativos de Salta
Grupo de operadores brasileiros conheceu diversas regiões e atrativos de Salta
Em uma viagem pelo Norte da Argentina, operadores do Brasil passaram pela província de Salta, que se destaca pelas mais diferentes paisagens e opções de atrativos, que vão de montanhas com clima seco, até vinícolas que oferecem experiências em altas altitudes.

Segundo explica o gerente de Produtos América Latina da Agaxtur, Yago Masid, a tendência global do Turismo nos mostra que nos últimos anos o viajante está mais exigente e busca fazer parte de experiências autênticas, que envolvem atividades em que as comunidades são respeitadas e integradas e que estão em harmonia com o meio em que vivem.

“A Província de Salta busca promover seus produtos com esse conceito. Um destino diverso, com opções para todos os gostos. Sabendo que a colonização argentina começou pelo Norte, caminhar por Salta é respirar história com um charme que mistura muito bem gastronomia, vinho, poesia e cultura”, complementou Masid.

PANROTAS/Tony Maciel
Yago Masid, gerente de Produtos América Latina da Agaxtur
Yago Masid, gerente de Produtos América Latina da Agaxtur
O grupo partiu cedinho do hotel para um city tour pelos principais monumentos do centro da cidade. A cidade de Salta foi fundada em 1582 e tem a presença de influência hispânica, que a destaca do resto das cidades da Argentina. É uma cidade que se orgulha do seu património arquitetônico.

Destacam-se seus casarões coloniais ao redor da praça principal, sua Catedral Basílica, museus como o Museu Arqueológico de Alta Montanha (MAAM). Que foi criado para preservar os "Filhos de Llullaillaco", três crianças incas encontradas em 1999 em perfeito estado de conservação no topo do vulcão homônimo a 6.739 metros acima do nível do mar. Junto a eles, está exposta uma amostra dos diferentes objetos, ferramentas e utensílios característicos de uma antiga civilização.

Em seguida, o grupo partiu em direção a Cafayete, começando pela Quebrada de las Conchas. Foram percorridos 190 quilômetros, passando por formações geográficas cheias de contrastes de cores e formação. Neste trecho, as belezas das paisagens fazem com que o tempo passe bem rápido.

A Reserva Provincial Quebrada de Las Conchas protege a flora e a fauna de um dos lugares mais espetaculares da Argentina. São montanhas multicoloridas, dunas e estranhas formações rochosas como o El Anfiteatro, a Garganta do Diabo e Três Cruzes, que surpreendem os visitantes.

CHEGADA À ROTA DO VINHO
Localizada nos Vales Calchaquíes, é a região vitivinícola mais importante de Salta. Tem um clima seco e temperado, ideal para o cultivo e produção de Torrontés e outras videiras como Cabernet Sauvignon, Malbec, Tannat, Bonarda, Syrah, Barbera e Tempranillo. O grupo desembarcou por volta do meio-dia no Patios de Cafayete Wine Hotel.

“Passando por Salta, não se pode deixar de visitar a rota do vinho mais alta do mundo. A viagem até Cafayete é de tirar o fôlego, é uma experiência única que chama a atenção de qualquer viajante”, disse o gerente da Agaxtur.

Após o almoço, o grupo visitou a vinícola El Esteco, onde puderam degustar os vinhos produzidos no local e exportados para todo o mundo. O grupo também fez uma visita técnica ao hotel Grace Cafayete e foram recebidos no Hotel Altalaluna para um jantar típico da região.

Fizeram parte do grupo de operadores José Guilherme Campos (Flot), Vitor Alberto Mazepa (Orinter), Rafaela Linacre (Diversa), Rene Castro (Nova), Alberto Tomimatsu (TGK), Yago Masid (Agaxtur), Maria do Socorro Monteiro (Ambiental), Marcos Augusto Mussa (Terramundi) e Fabio Ferrari (CVC). Os operadores estão sendo acompanhados pela promotora de Vendas da Aerolíneas Argentinas, Sonaira Polimeno.

NOVA ROTA SÃO PAULO – SALTA
O famtour aconteceu entre os dias 2 e 7 de maio para apresentar aos operadores os roteiros possíveis a partir da nova rota da Aerolíneas, que ligarão São Paulo direto para Salta, a partir do dia 4 de julho, com conexão em Tucumán.

Serão três frequências semanais operados por um Boing 737 Max, com capacidade para 170 passageiros. Na capital paulista, o voo fará conexão com outros destinos brasileiros a partir da operação da Gol, principal parceira da Aerolíneas no Brasil.

Veja no álbum abaixo as fotos de todos estes momentos.


O Portal PANROTAS viajou com seguro Intermac, incluindo proteção contra covid-19
Esta empresa apoia o Fórum PANROTAS 2022
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA